Sal: IGAE apreende mais de um milhão de escudos de produtos irregulares e impróprios para consumo

3/09/2018 23:13 - Modificado em 4/09/2018 00:19

Decorreu na ilha do Sal, de 28 a 31 de Agosto de 2018, uma fiscalização rigorosa levada a cabo pela Inspecção-Geral das Actividades Económicas (IGAE) em colaboração com a Fiscalização Municipal e o Comando Regional da Polícia Nacional do Sal.

De acordo com a IGAE, em consequência das acções levadas a cabo foram fiscalizados cerca de 100 estabelecimentos onde foram apreendidos mais de 10.000 litros de aguardente de preço médio de 250$00/litro, o que induz tratar-se de aguardente produzida a partir de açúcar e racalda e comercializados de forma ilegal. Também foram apreendidas bebidas compostas produzidas por diluição de álcool importado, de produção e comercialização ilegal.

Segundo a mesma fonte foram também apreendidos milhares de “tampinhas” e cápsulas que servem para produção de “garrafinhas”. Entre as ilegalidades registadas, estão a venda ambulante e sem autorização de bebidas produzidas por diluição do álcool importado; falta de rotulagem; falta de menções obrigatórias na rotulagem; engarrafamento ilegal; transporte de barris de aguardente sem análise de garantia da sua segurança sanitária; comércio sem licenciamento de bebidas praticado por pessoas particulares e comércio de milhares de cápsulas.

Grande parte destas bebidas foram apreendidas em estabelecimentos cujos consumidores apresentam quadros de alcoolismo acelerado por ingestão de bebidas alcoólicas de péssima qualidade e que não obedecem aos requisitos de comercialização, tornando-as baratas, acessíveis e amplamente consumidas.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.