URDI 2018: A importância da CNAD na criação de uma identidade visual cabo-verdiana

30/08/2018 22:12 - Modificado em 30/08/2018 22:12

A Feira de Artesanato e Design de Cabo Verde, que já vai na 3ª edição e é organizada pelo Ministério da Cultura e das Industrias Criativas (MCIC) através do Centro de Artesanato e Design (CNAD), realiza-se entre os dias 28 Novembro a 2 de Dezembro e lança um edital para a concepção de um projecto de design no âmbito do concurso Boka Panu.

“Um elemento estrutural de tecelagem da panaria tradicional revela-se significativo para a nomenclatura do Salão de Design – Created in Cabo Verde, como ponto de partida para criar, redesenhar e propor novas abordagens formais, partindo da matriz tradicional”, isto segundo a organização.

E com isso pretende-se continuar a abrir janelas aos agentes culturais, designers, artesãs e artesãos, investigadores, estudantes e outros elementos da sociedade civil interessados e que estes fiquem em permanente reflexão e produção no artesanato e design, tanto cabo-verdiano como internacional.

A URDI foi criada em 2016 na sequência das cinco edições do Fonartes e é uma iniciativa cultural anual, dedicada à exploração e mostra das múltiplas expressões do artesanato e design. Visa preconizar novos horizontes para o fomento do Artesanato e do Design “Created in Cabo Verde.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.