Partido Popular satisfeito com criação do Campus do Mar em São Vicente

26/08/2018 23:11 - Modificado em 26/08/2018 23:11

O vice-presidente do Partido Popular (PP) regozijou-se com a criação do Campus do Mar a ser instalado em São Vicente, afirmando que a iniciativa ajudará na “valorização e bom uso” das águas territoriais de Cabo Verde.

Em conferência de imprensa este domingo, na Cidade da Praia, Felisberto Semedo afirmou que a iniciativa veio em boa hora, isto porque, na sua opinião, em Cabo Verde faz-se mau uso do mar territorial.

“A criação do Campus do Mar para nós é bem-vinda embora seja tarde, mas mais vale tarde do que nunca. O nosso pescado é bastante valorizado a nível internacional, mas sempre usamos o nosso mar da forma errada porque temos um acordo de pesca com estrangeiros que vêm buscar peixes nas nossas águas, ao longo dos tempos tivemos muitas perdas com o nosso mar, portanto deixamos os nossos aplausos ao Governo”, declarou.

No entender deste responsável, o não usufrutuo por parte dos cabo-verdianos deve-se ao facto de não ter existido até agora uma universidade com diversas áreas ligadas ao sector marítimo e das pescas.

O anúncio da criação do referido Campus dentro de um ano foi feito no passado dia 14 de Agosto, em São Vivente, pelo o secretário de Estado de Educação, Amadeu Cruz.

Na ocasião, o governante fez referência aos três pilares em que baseiam a criação do Campus do Mar, o de ensino técnico e de formação profissional, que, segundo ele, consistirá na criação de uma escola de formação profissional de diversas áreas ligadas ao sector marítimo e das pescas.

Relactivamente ao segundo pilar, o de formação universitária, avançou que se está a trabalhar com a Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) para o aproveitamento do polo existente em São Vicente em duas linhas, a do reforço da autonomia do referido polo e a “possível” criação de uma universidade técnica, com reitoria “autónoma” na ilha de São Vicente.

O terceiro pilar, de acordo com Amadeu Cruz, é um centro de investigação que será dotado de recursos, quer humanos, laboratoriais e de investigação ao serviço da economia nacional, mas para participar igualmente nas redes internacionais.

INforpress

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.