Ataques jihadistas na Chechénia levados a cabo por crianças de 11 anos

21/08/2018 11:44 - Modificado em 21/08/2018 11:44
| Comentários fechados em Ataques jihadistas na Chechénia levados a cabo por crianças de 11 anos

Governo checheno diz que crianças entre os 11 e os 16 anos foram responsáveis por ataques de segunda-feira. Recrutamento é feito pelos jihadistas nas redes sociais.

Asérie de ataques coordenados na Chechénia, que causaram vários feridos e a morte dos atacantes, foi levada a cabo por jovens radicalizados pelo autodesignado Estado Islâmico, muito deles com apenas 11 anos.

Quem o diz são as autoridades chechenas, citadas pelo The Guardian, que alertam para o facto de os jihadistas estarem a recrutar militantes online junto de crianças e adolescentes.

“O facto de recrutarem adolescentes mentalmente imaturos mostra que os ‘mestres’ não têm um mínimo de vergonha ou consciência”, acusou Ramzan Kadyrov, chefe do governo regional, próximo de Vladimir Putin.

Segundo Kadyrov, os jovens estão a ser “confundidos” pela propaganda online do Daesh, feita sobretudo nas redes sociais. O ministro das comunicação checheno, Dzhambulat Umarov, acrescentou à agência Tass que os ataques foram perpetrados por jovens entre os 11 e os 16 anos.

Os ataques levados a cabo na segunda-feira, reivindicados pelo autodesignado Estado Islâmico, causaram ferimentos em vários polícias. Quatro dos cinco atacantes, todos membros do mesmo grupo terrorista com base em Shali, foram abatidos pelas autoridades.

Fonte: Notícias ao Minuto

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.