Designer Alzerina Gomes expõe colecção “Cabo Verde Believe”

17/08/2018 11:08 - Modificado em 17/08/2018 11:08
| Comentários fechados em Designer Alzerina Gomes expõe colecção “Cabo Verde Believe”

A estilista cabo-verdiana, Alzerina Gomes, natural da Garça-Santo Antão, expõe no Hotel Porto Grande uma colecção inspirada em Cabo Verde em conjunto com outras colecções da sua autoria, com destaque para algumas peças como brincos pintados a mão por mulheres, vítimas de vários tipos de violência, oriundas de alguns países da África.

A residir nos EUA, em entrevista ao Noticias do Norte, diz que a sua maior satisfação reside o facto de as pessoas apreciarem o seu trabalho o que lhe motiva cada vez mais a criar.

“O meu trabalho é essencialmente de criação, tendo como objecto a produção e a venda de jóias, mas também para serem apreciadas e que inspire as pesssoas a comentaremm”, explica.

Sobre a exposição patente no átrio de um dos hotéis da cidade, diz que é mais uma oportunidade de apresentar ao seu povo o seu trabalho, ainda mais porque este é inspirado em Cabo Verde, bem como a sua importância, devido ao facto de existirem algumas peças que torna ainda mais importante a exposição, pelo facto de representarem o empoderamento das mulheres. “A sua força e a sua capacidade de reerguerem, no meio das adversidades”.

Uma exposição, que termina no dia 25 e que segundo a designer tem corrido “lindamente”, com muitos visitantes, e conta ter muitos mais até o encerramento da exposição.

Alzerina Jewelry é atualmete uma marca com um mercado sólido, fruto do trabalho e criação da sua designer, que “começou com muito carinho”, mas conta com a grande colaboração das pessoas que fazem dela um sucesso.

Ela que antes trabalhava quase que exclusivamente com o cristal Swarovski, diz que nos últimos anos tem enveredado pela utilização de pedras diferentes, tais  comopedras com uma história local, como por exemplo, nesta exposição o uso da pedra “quebranto”, ou “esguardo”, dependente do local, mas que possui, um “energia positiva”, realça.

No entanto, dois anos após ter começado a trabalhar nesta colecção, afirma que tem estado  “muito envolvida e apaixonada por ela”. “É uma pedra especial e cada uma das peças tem um nome relacionado com o país, depende de quem representa, ou o quê”.

Ainda sobre a exposição garante que a escolha do nome “Cabo Verde Believe”, retrata exactamente o acreditar de muitas pessoas, pelo menos os de antigamente, que acreditavam que quando uma criança nasce é obrigação utilizar esta pedra para a protecção do recém-nascido”.

“Não encontrei mais nenhum nome que se adequasse a este trabalho que envolve, pela primeira vez, a minha cultura, a minha educação, e a minha historia.

Alzerina Gomes emigrou para os E.U.A aos 19 anos e paulatinamente vem conquistando o mercado norte-americano.

Em criança, o que é hoje uma marca de sucesso, começou como um hobbie, pois não sabia onde estava indo, em 2005 montou a sua própria companhia e hoje “não estamos longe de chegar onde queremos”, garante Alzerina.

Actualmente, o centro da sua companhia se situa em New York, e as vendas são feitas por encomendas. A marca é bem conhecida, com várias saídas para diferentes plataformas de vendas como a Amazon assim como para boutiques.

Em 2013, expôs pela primeira vez os seus trabalhos em Cabo Verde na Feira Internacional de Cabo Verde (FIC) – Laginha.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.