“Vamos fugir “ o novo single de Edwin: a partida ao som do dancehall

16/08/2018 21:11 - Modificado em 16/08/2018 23:59
| Comentários fechados em “Vamos fugir “ o novo single de Edwin: a partida ao som do dancehall

Foi lançado, esta quinta-feira, 16, nas plataformas digitais enas redes sociais o novo single do jovem cantor e compositor mindelenses, Edwin Vibez que no mês de Junho surpreendeu o mercado com os temas “Krioula D’meu” e “ FlyAway”. Os temas alcançaram milhares de visualizações no Youtupe, nas redes socias e com divulgação na maioria do órgãos de comunicação social.

Como tinha prometido,Edwin regressa com “ Vamos Fugir “ single que irá fazer parte do EP “ Edwin Vibes” que será lançado no mês de Setembro com a saída do single “Vibez”

Em “ Vamos Fugir “ Edwin continua a mergulhar nas raízes crioulas junto com outras sonoridades que ele vai buscar ao mundo R’n’B, do Trap e do pop, com uma vibe única e seguro das suas raízes crioulas. E com a sua vibez aborda um tema recorrente e caro a literatura e a música cabo-verdiana: a partida.

Em “ Vamos Fugir “ a crioula não quer deixar a ilha. Ela pergunta “Fugir para quê se as nossas vidas estão aqui? Pertenço a ti mas nunca longe daqui “. Mas a crioula também vai ficar a saber que Eugénio Tavares sempre esteve certo quando afirmou: Si ca bado ca ta virado “ Em tradução livres “ só volta quem parte “. E em “ Vamos Fugir “ a partida também é sofrida mesmo nos ritmos do R’n’B, do Trap e do dancehall“

Vem! Vem comigo!

Vem!

Dissesteque ias comigo

Me seduz nessa via

Que chamamos vida

Fiz de ti a minha vida

Me conduz nessa via

Que chamamos vida

Diz me o destino que estamos nessa via

Eu sei,

Eu sei que choras toda noite

Eu sei,

Eu sei que não queres ir para longe “

Edwin, nasceu no Mindelo, terra de Cesária Évora, em 1998. Com 19 anos, cheio de talento, e com uma vibe contagiante e que surge na música, um mundo onde não era suposto estar, mas que procurou desde pequeno escondido da família.

Andro Pozo, EL Condutor, produtor e ex- Buraka Som Sistema gostou do estilo dele “um feeling entre a vibe de um Chris Brown e um cantor romântico e da força e da alma que Edwin trazia para as maquetes que iam gravando”.  Este é apenas o começo de um projecto de um cantor/compositor que trilha novas sonoridades, entre o R’n’B, o Trap e o pop, com uma vibe única e seguro das suas raízes crioulas.

 

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.