No espaço de três meses quatro mulheres foram assassinadas pelos companheiros

14/08/2018 16:45 - Modificado em 14/08/2018 16:45
| Comentários fechados em No espaço de três meses quatro mulheres foram assassinadas pelos companheiros

No final de Junho, em Santiago, numa estrada que vai para São Domingos, uma mulher morreu devido a queimaduras por todo o corpo isto depois de ter sido incendiada pelo namorado, que também ateou fogo a si próprio e morreu carbonizado dentro de um camião.

A mulher acabou por ser resgatada pelos bombeiros ainda com vida, mas, no entanto, a jovem não conseguiu resistir aos ferimentos graves e acabou por morrer. Trata-se de mais um caso de ciúmes com um final trágico.

No dia seguinte foi ocorreu mais um caso de homicídio, desta vez na ilha do Sal a 01 de Julho. Maria José Almeida, mais conhecida por Bia Zé, foi morta à facada, na sua residência na cidade dos Espargos, pelo seu companheiro depois de receber vários golpes com uma faca. Faleceu no local do crime.

Assassinou a própria esposa na frente do filho de ambos com 10 anos de idade. Foi o próprio suspeito quem se entregou depois de se ver cercado pelas autoridades na zona de Terra Boa, local onde foi se esconder.

Um mês e pouco depois, a 05 de Agosto, um outro crime com os mesmos contornos. Na ilha de São Nicolau, na localidade de Preguiça, mais uma mulher foi morta a facada pelo ex-companheiro. Foi socorrida de imediato mas chegou no hospital já sem vida. Viviana Cabral, que vivia há algum tempo com o seu companheiro, deixou quarto filhos.

Mais uma tragédia, mas um crime de sangue registado na ilha das Montanhas. Um homem de 34 anos matou à facada, na madrugada de domingo dia 13 de Agosto, a companheira de 19 anos, na localidade de Ribeira Alta, no concelho da Ribeira Grande de Santo Antão. A jovem deixou uma filha de 4 anos, fruto do relacionamento com o homicída.

Todos estes crimes aconteceram num espaço de tempo de três meses.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.