São Vicente: o Hub da sabura

10/08/2018 00:45 - Modificado em 10/08/2018 08:50
| Comentários fechados em São Vicente: o Hub da sabura

A passagem de ano na cidade do Mindelo é o momento onde se pode observar e sentir toda a alegria que caracteriza o mindelense. No dia 31 de Dezembro, a ilha é uma verdadeira sala de baile com festas por todos os cantos da cidade: desde os bairros periféricos, às casas mais humildes, até aos salões dos hotéis no centro da cidade. Mas o mês de Agosto , nos tempos  que correm ,consegue fazer melhor em termos de sabura , de festas , de passa sabe. Antes era Carnaval e São Silvestre . Hoje é Festival da Baía , Mindelact, Mindel Jazzsummer, Carnaval de Verão , SummerFashion : um Agosto de sabura com festas por todo lado de branco , de negro . Não importa o motivo:   basta ser festa .

Por estes dias de Agosto  Mindelo  vive e respira alegria própria da terra onde Deus derramou a Sua alegria. O que incomoda muita gente que acha que só gostamos de paródia. Gostamos, com certeza, mas não só. Festejamos sim, mas fomos o motor que construiu o Cabo Verde moderno. Depois de sabe morre cá nada, claramente. Mas apesar dos abandonos e a sorte madrasta que nos foi imposta por politicas centralistas e desastrosas. Resistimos e  construímos esta cidade que é orgulho de Cabo Verde e recebemos com amor e carinho aqueles que escolheram Mindelo como a sua casa e acabamos com o conceito “filho de fora ou estrangeiro”: aqui construímos a casa de quem quis Mindelo como sua casa. Se não temos um motivo para festejar, inventamos um, claramente,  decididamente e onde está o problema? Festejamos sim, mas fomos o alicerce da intelectualidade cabo-verdiana; o caldo de cultura onde germinou o nacionalismo e onde Cabo Verde se fez pátria, nação independente e festejamos essa independência inventando os bailes populares. No ambiente festivo que caracteriza a cidade do Mindelo, Cabo Verde mostra-se no seu melhor: um povo alegre, amante da paz. A terra onde Deus derramou a Sua alegria. Mindelo Cluster ou Hub  da sabura? Sim, mas não só. Então porque nos querem mudar o ADN ? Oh moss tcha d d’esparte no bai pa Baia, porque moda la na Terisinha de Manuel de Novas la na Baía  tem uns  fenhanga sabim na dvera, uns minininha de saia curta ta exibi sem vaidade nem brincadera e ta  faze parte na coledera . No ba goza agora no ti ta pode , pos quando no morre tud ta cabá !

 

Eduino Santos

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.