Santo Antão: «parte» da floresta do Planalto Leste incorpora candidatura da ilha a Património Mundial da Agricultura

3/08/2018 07:18 - Modificado em 3/08/2018 07:18
| Comentários fechados em Santo Antão: «parte» da floresta do Planalto Leste incorpora candidatura da ilha a Património Mundial da Agricultura

Devido aos vários danos causados pelo incêndio na floresta do Planalto Leste, em Santo Antão, que terminou com a queima de sete espécies de plantas, a ilha irá apresentar para a sua candidatura a Património Mundial da Agricultura, a parte que não foi atingida pelas chamas.

Rico em plantas endémicas de diversas espécies, a floresta do Planalto Leste, viu as chamas destruírem muitas dessas plantas, algumas em vias de desaparecimento, no nosso Arquipélago. Das áreas atingidas, a Zona de Cova apresenta 36 espécies de plantas, sendo que 16 estão em vias de desaparecerem, tornando assim a floresta do Planalto Leste, como sendo o maior Centro de Biodiversidade de Plantas Endémicas em Cabo Verde.

De acordo com o Delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente, Orlando Delgado, mesmo com todas as atenuantes verificadas esta floresta estará na lista de candidatura da ilha a Património Mundial da Agricultura. Delgado, assegura ainda que é preciso criar condições para impedir futuras ocorrências do género, e pede uma intervenção imediata, para repor minimamente as dinâmicas e os equilíbrios necessários destruídos pelo incêndio.

O Delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente, afirma que boa parte do parque natural de Cova/Paúl e da Ribeira da Torre, com uma área total de 2092 hectares, fica situado na reserva do Planalto Leste.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.