Papa diz  que missa não se paga mas em São Vicente Igreja recebe emolumentos

3/08/2018 07:14 - Modificado em 3/08/2018 07:15
| Comentários fechados em  Papa diz  que missa não se paga mas em São Vicente Igreja recebe emolumentos

O Papa Francisco afirmou que a Missa “não se paga”, numa intervenção dedicada a um momento da celebração, a Oração Eucarística, na qual “nada nem ninguém é esquecido”, feita em Março passado.

“Se eu tenho alguma pessoa, parente ou amigos que estão em necessidade ou que passaram deste mundo para o outro, posso nomeá-los naquele momento, interiormente e em silêncio, ou pedir para que o nome seja dito”.

“Ah, padre, mas quanto tenho de pagar para que o meu nome seja dito, lá? Nada. Entendido, isto? Nada”.

Isto ao afirmar que a missa não se paga, visto que o sacrifício de Cristo é gratuito. A Redenção é gratuita. Se as pessoas quiserem fazer uma oferta, fazem, mas não se paga, pelo que é importante entender este aspecto, afirmou o Papa.

Em São Vicente, em conversa com o Padre Paulo, o mesmo sublinha as palavras do Papa pelo que a missa não se paga. E diz que não acontece com as missas e o que as pessoas pagam são os emolumentos, no valor de quatrocentos escudos. O pagamento da missa, para o Padre Paulo, não acontece em Cabo Verde, sendo apenas o pagamento de emolumentos. Mas o certo é que a maioria das pessoas pensa que paga pela missa que “ manda rezar”

“A missa não é paga”, afirma o Padre Paulo. O que se pode fazer, isto concordando com o Papa, é se as pessoas quiserem fazer uma doação estão à vontade para o fazer. Os emolumentos são usados dentro da igreja, para manter a igreja organizada, limpa, para que as pessoas possam adorar num ambiente agradável.

Com o início e com a indicação de que não se paga a missa, a igreja vai continuar com as mesmas práticas com os fiéis a continuarem a pagar os emolumentos.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.