Papa aconselha católicos a rejeitar culto de ídolos

2/08/2018 07:21 - Modificado em 2/08/2018 07:21

O papa Francisco aconselhou hoje os católicos a rejeitar o culto de todo o tipo de ídolos considerando que existe uma tendência para se tornarem uma obsessão

Na audiência pública geral das quartas-feiras, o papa Francisco dedicou a sua catequese à idolatria, explicando toda a sua dinâmica, e convidando os católicos a tirar os ídolos da sua vida.

O pontífice destacou que o ser humano “não vive sem se focar em algo” e que, portanto, o mundo oferece o que ele chama de “supermercado dos ídolos”, que podem ser objetos, imagens, ideias ou papéis na sociedade.

O papa alertou ainda para outro tipo de “ídolos modernos” como as drogas, pelos quais “muitos jovens arruínam a sua saúde e até mesmo a vida”.

Aos fiéis presentes o papa Francisco disse ainda que os católicos devem rejeitar práticas de cartomancia e adivinhação do futuro, confiando na providência de Deus e rejeitando qualquer “idolatria”.

Entre os sete mil participantes no encontro, realizado à porta fechada devido ao calor sentido em Roma, estava um grupo de acólitos portugueses guiados pelo bispo de Bragança-Miranda, José Cordeiro

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.