Entre o prudente, o ambicioso e a austeridade

21/11/2012 00:01 - Modificado em 21/11/2012 00:00

A Ministra das Finanças, Cristina Duarte, classifica o Orçamento do Estado para 2013 como prudente e ambicioso. Para a ministra, estes dois atributos que usa para adjectivar o orçamento, a prudência e a ambição, vão garantir a “estabilidade económica” e “a continuidade da infra-estruturação económica e social do país”.

 

A deputada do MpD, Orlanda Ferreira, mostra-se preocupada com o sector do turismo e com os aumentos nas taxas de água e energia. E com este orçamento, a deputada acredita que estão a “matar este sector da economia”. A ministra defende-se dizendo que é desejo de todos “construir de forma séria e responsável um turismo de valor acrescentado”, e que não há que esperar pelos orçamentos do Estado, e é “correcto que o turismo contribua a financiar a construção de valor acrescentado”.

A deputada do MpD afirma que “existe um aumento brutal dos impostos sobre a vida das populações”. Explica que aumentar o valor do IVA sobre os bens essenciais como a energia e a água criará dificuldades às pessoas. E posiciona-se afirmado que este é um “orçamento de austeridade”. Já o deputado do PAICV, Alcídio Tavares, compara Cabo Verde em termos do aumento das taxas, em termos de competitividade e de preços, a um grupo de 12 países dizendo que “os países que eram mais competitivos com Cabo Verde em termos de preços continuam a ser ainda mais competitivos”.

O governo e o PAICV, partido que sustenta o governo, apoiam o orçamento e vão votar a favor na Assembleia Nacional, enquanto que o MpD já mostrou a sua posição contrária. No último fim-de-semanaem São Vicentea bancada realizou uma jornada de discussão sobre o assunto onde mostrou as razões pela qual está contra.

 

  1. Bando de copiadores

    Copiam tudo o k vem de PORTUGAL, esse governo tem k parar d importar crise d portugal para cabo verde, desde sempre estamos em crises

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.