Ribeirinha / Rua 18  : Comunidade pede poste de iluminação pública 

27/07/2018 07:44 - Modificado em 27/07/2018 07:44
| Comentários fechados em Ribeirinha / Rua 18  : Comunidade pede poste de iluminação pública 

A questão da iluminação pública continua a ser uma preocupação nalgumas zonas de São Vicente. Ribeirinha surge como uma das maiores zonas da ilha de São Vicente em termos de área, com muitas comunidades. Rua 18 é uma referência para se chegar à zona acima da mesma rua. Uma pequena comunidade que, como referido pelos moradores, tem tido problemas de iluminação pública que os deixa preocupados.

Segundo os mesmos, foram feitos vários abaixo-assinados para entregar à Câmara e à Electra para que a situação seja normalizada mas, ainda nada. Segundo conta Adalgisa, “há muito tempo a zona tinha uma poste de iluminação, mas depois que o candeeiro caiu num dia com muita chuva e vento, não foi renovado”.

Esta não recolocação tem deixado os moradores com falta de iluminação, fazendo com que fiquem insatisfeitos. “À noite é tudo escuro e mal se consegue ver. Ribeirinha é uma zona grande e há muito tempo que nos temos vindo a activar para que seja colocada, pelo menos, uma lâmpada mas, ainda nada”, diz Anildo, morador na zona.

Anildo diz que em muitas zonas a iluminação tem sido reforçada mas que no lugar onde mora, ainda não colocaram nem sequer uma lâmpada para amenizar o problema dos moradores. Isso cria um sentimento de falta de interesse por parte das autoridades em resolver os problemas das pessoas.

Fica também o sentimento de que os moradores estão a pagar algo que não desfrutam, ou seja, a iluminação pública. Para Anildo, as pessoas têm arcado com as suas responsabilidades de pagamento da energia mas “não têm desfrutado do que pagam porque não existe nem sequer uma lâmpada” para que as pessoas possam ver à noite. Esse sentimento também é comum aos outros moradores.

Outra questão também muito sentida pelos moradores, como avança José, é a questão da segurança. Questão importante para todos visto tratar-se de uma zona grande e o escuro pode ser utilizado pelos meliantes para assaltarem as pessoas. Segundo os moradores, nos últimos tempos, a zona tem estado tranquila, mas “as coisas podem acontecer a qualquer momento”.

O pedido é que seja dada uma atenção à zona para que possa desfrutar da eliminação pública que, além do mais, tem pago. Segundo Anildo, com três lâmpadas poder-se-ia resolver a situação. Apesar dos abaixo-assinados, os moradores dizem que fica uma pequena descrença em realizar um novo para resolver os seus problemas quando as autoridades têm conhecimento do assunto e não têm feito nada para resolver a situação.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.