Extractores de inertes da zona de Calhau prometem voltar à actividade no dia 26 de Agosto

26/07/2018 07:28 - Modificado em 26/07/2018 07:28
| Comentários fechados em Extractores de inertes da zona de Calhau prometem voltar à actividade no dia 26 de Agosto

Em 2014, através de um decreto lei, o Governo do PAICV decretou o encerramento da pedreira e implementou a lei de extracção de inertes e, com a ajuda da Polícia, colocou um ponto final ao trabalho dos extractores que dizem que ainda estão à espera das medidas que foram prometidas pelo governo anterior.

De acordo com o porta-voz dos extractores de inertes da zona de Calhau, Carlos Apolinário, citado pela Inforpress a propósito do debate sobre o Estado da Nação agendado para sexta-feira, se não houver uma solução “em breve” vão voltar à extracção existente “desde 1979 e que tem dado sustento a várias gerações de famílias na comunidade”.

Quatro anos depois, a situação continua na mesma, sem nenhuma solução à vista e os extractores continuam à mercê da própria sorte.

“Vivemos agora com a cara pendurada, com uma mão na frente e outra atrás. E, dia a dia, as coisas estão-se a complicar cada vez mais porque já nem temos como pagar as nossas contas”, contou este profissional, que deu um prazo de um mês ao Governo para resolver de forma definitiva a situação, caso contrário no dia 26 de Agosto vão retomar os trabalhos de extracção para garantir, pelo menos, um ganho diário de 2.500 escudos e “sem depender da Câmara e nem do Governo”.

“O Governo deve abrir os olhos e olhar para a zona de Calhau, uma comunidade que nem Governo e nem a Câmara de São Vicente se têm preocupado e nem têm dado um dia de trabalho aos moradores.

Isto porque, segundo a mesma fonte, foram “completamente enganados” pelo Governo anterior e pela antiga Delegação do Ministério de Desenvolvimento Rural em São Vicente que só cumpriram com os trabalhos de recuperação paisagística da pedreira, feita por 20 destes extractores, durante alguns meses, entre 2015 e 2016.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.