MSJ: Evento que traz dinamismo à cidade

25/07/2018 07:16 - Modificado em 25/07/2018 07:16
| Comentários fechados em MSJ: Evento que traz dinamismo à cidade

O Mindel Summer Jazz (MSJ), que vai na sua 8ª edição como avança Pedro Monteiro, um dos organizadores, está a conseguir alcançar os seus objectivos, não só tornando-se numa marca a nível nacional, como ainda conseguindo o reconhecimento internacional, isto pelas mensagens e contactos feitos por managers de artistas sobre o festival.

O “MSJ olha para a frente e para o futuro para que a cidade brilhe mais a nível cultural e que se torne cada vez mais cosmopolita e ligada ao mundo”, expressa Alexandre Novais, também ele promotor do evento.

Para esta 8ª edição, a organização aposta num grande espectáculo, ao mesmo tempo que sugere actividades para marcar a semana. A escolha do local do evento principal, a Praça Escola Gil Eanes, como comenta Novais, vem na ideia de valorização do património arquitectónico de São Vicente. “O facto de ter sido renovada despertou a curiosidade” e a escolha do local perspectiva um salto qualitativo, apresentando ao público um novo conceito. Um espaço de música e cultura e, ao mesmo tempo, espaço de convívio e de restauração. “Ter um espaço dedicado ao jazz e à música onde a cidade se possa encontrar”, sintetiza Novais.

Esta edição conta com uma parceria especial com a Akuaba, onde uma entrada no MSJ possibilita a entrada na exposição. Acerca da programação, Novais avança o concerto MSJ Júnior, um espectáculo completo da Orquestra Sabe Sabim, no jardim do Palácio do Povo, a exposição de fotografias Hélder doca, improvisações visuais, e ainda o espectáculo de abertura no pontão da Marina do Mindelo, por jovens talentos.

O festival e a cidade

“A CMSV tem como pilar fundamental a cultura. E é nesse sentido que aparecemos sempre como parceiros destes eventos de modo a impulsionar muito mais a nossa cultura”, considerou o edil. Para Augusto Neves, a cultura tem como fundamento a economia e avança que a câmara tem feito de tudo para melhorar a cultura. Isto no sentido de trazer melhor qualidade à ilha.

“Esse evento veio potencializar o nosso Verão e vemos o MSJ como um complemento fundamental do Festival da Baía, no sentido de proporcionar à ilha momentos agradáveis e, às pessoas, um Verão com um grande evento”. Isto tendo em mente a dinâmica cultural que se pretende criar em São Vicente e trazer uma dinâmica económica a São Vicente.

A organização assinou dois protocolos com a CV Telecom e a Ímpar, no sentido de continuar a parceria, com a duração de três anos. Luís Vasconcelos, da Ímpar, avança que se cumpre a responsabilidade social da empresa de dar o retorno à sociedade. “E, dentro deste propósito, desde a primeira obra, abraçámos este projecto e temo-lo sustentado dentro dos limites da empresa, pois é um festival que, automaticamente, vai reforçar a vocação desta cidade”.

A CV Telecom vê na cultura um dos pilares mais importantes em que tem trabalhado e olha para o projecto “com muito carinho e muita responsabilidade para associar a uma organização profissional que tem proporcionado grandes momentos de jazz”.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.