Cidade da Praia sob videovigilância

25/07/2018 06:46 - Modificado em 25/07/2018 06:46
| Comentários fechados em Cidade da Praia sob videovigilância

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, reafirmou hoje, na Cidade da Praia, que a segurança é uma “prioridade absoluta” do Governo e que tem se “envidado esforços” para transmitir essa confiança aos cidadãos

Ulisses Correia e Silva fez essa afirmação no discurso que antecedeu à inauguração do Centro de Comando da Polícia Nacional, em Achada Grande Frente, e a entrada em funcionamento do projecto Cidade Segura, que integra o sistema de videovigilância urbana.

O referido projecto integra o sistema de videovigilância urbana, comunicações de segurança e um Centro de Comando para a gestão das ocorrências, com o objectivo de antecipar ocorrências criminais, garantir respostas imediatas às emergências e maior eficiência na gestão da segurança urbana, nos principais centros urbanos do país.

“É um dia marcante porque concretizamos uma aspiração e uma necessidade de reforçarmos os meios para, na prevenção, tornarmos Cabo Verde cada vez mais seguro, com particular ênfase na Cidade da Praia”, notou

O chefe do executivo cabo-verdiano enalteceu o facto da primeira fase desse projecto ser concretizada em menos de dois anos, depois de um encontro com o primeiro-ministro da China, onde se assumiu, politicamente, o compromisso de “pôr de pé” o projecto Cidade Segura.

Ulisses Correia e Silva observou que este projecto abarca “externalidades” como emergência medica, a ocupação de meios, da via pública e a protecção civil que, segundo ele, vão permitir ganhos no apoio à tranquilidade dos cidadãos e na segurança,

O primeiro-ministro avançou que este projecto terá uma segunda fase, ainda na Cidade da Praia, e que estender-se-á para as ilhas do Sal e de São Vicente, integrando componentes como um número de emergência, central de comando e meios de comunicação para aumentar a eficiência e eficácia da intervenção policial.

E no sentido de proporcionar maior segurança aos cabo-verdianos, o primeiro-ministro informou que, para além do projecto Cidade Segura, o Governo tem estado a “colocar ênfase” na melhoria das condições de funcionamento da Policia Nacional e da Policia Judiciária.

Essas melhorais, segundo o chefe do governo, abarcam as condições remuneratórias, assim como os meios e equipamentos operacionais.

“Também colocamos ênfase no reforço e na capacitação da nossa necessidade de protecção da Zona Económica Exclusiva de Cabo Verde e, de uma forma particular, a nossa zona costeira”, , acrescentou

Por seu turno, o ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, disse que o programa de Segurança Interna e da Cidadania, traduz um raciocínio que consagra uma nova lógica de compreensão dos fenómeno da violência e dos crime, tendo como foco principal a prevenção.

“É efectivamente um sistema que agrega várias valências (…), sendo que a de vídeo vigilância urbana uma das componentes mais visível, com a qual se pretende uma efectiva gestão dos espaços urbanos, focada no cidadão”, esclareceu o ministro.

A comunicação operacional da Policia (áudio e vídeo) e sensores de alerta inteligente são as outras componentes, que, todas integradas, ficaram designadas como Projecto Integrado de Segurança Urbana, aclarou o ministro da Administração Interna.

Inforpress

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.