Morte na ETAR  : A criança morreu afogada em água tóxica   mas o cão acabou por se salvar

23/07/2018 07:30 - Modificado em 23/07/2018 07:30

O corpo do menino de seis anos que ontem morreu afogado num tanque da Estação de Tratamento de Águas Residuais, ETAR, na Ribeira de Vinha, São Vicente ainda não foi entregue aos familiares porque aguarda a autópsia. Está confirmada a versão que o NN avançou em primeira mão: Tiago caiu no tanque de tratamento de residios sólidos quando tentou salvar o seu cão. Moradores da zona disseram ao NN que já morreram dezenas de cães nesse local que são atraídos pelo cheiro dos tanques . Foi o que aconteceu com o cão de Tiago. Segundo uma tia ouvida pelo NN “ ele e a avó vinham da praia da Galé e resolveram cortar caminho entrando no espaço por uma cancela do lado Sul, como muitas vezes já fizeram. Só que, assim que chegaram perto dos tanques, o cão desatou a correr para o tanque atraído pelo cheiro “. A tia diz que a avó viu o menino a correr atrás do cão que acabou por cair dentro do tanque e Tiago, na tentativa de o salvar atirou-se para dentro do tanque. A criança morreu, mas o cão acabou por se salvar  .

  1. REVOTADO

    ESTE ETAR FOI CONSTRUIDO HA MAIS DE VINTE ANOS E DA RESPONSABILIDADE DA CAMARA DE FESTIVAIS DE SAO VICENTE QUE DEVERIA RESPONDER POR UM PROCESSO CRIME NO TRIBUNAL POR DEIXAR SEM VEDASAO 4 TANQUES ENORMES CONSTITUINDO UM ATENTADO A VIDA ; DAS PESSOAS , ENQUANTO ORGANIZA FESTIVAIS DE 3 EM 3 MESES EM NOME DA ECONOMIA LOCAL , GASTANDO RIOS DE DINHEIRO QUE NOS FOI RETIRADO DA PANELA E AJUDANDO AS CERVEJEIRAS QUE SUPORTAM AS CAMPANHAS ELEITORAIS ENFIM LI KE TAPADINHA

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.