25 anos de prisão para  individuo que matou “Nazu”

19/07/2018 23:15 - Modificado em 19/07/2018 23:15

O jovem foi assassinado no dia 01 de Janeiro no centro da cidade com uma facada nas costas.

O primeiro Juízo do Tribunal da Comarca de São Vicente condenou a 25 anos de prisão o jovem acusado de ter assassinado, na madrugada de 01 de Janeiro, Paulo “Nazu” Rocha à facada.

O jovem de 20 anos respondia pela acusação de homicídio agravado por ter morto outro jovem em pleno centro da cidade de Mindelo, na Av. 5 de Julho, com uma facada, alegadamente na sequência de um desentendimento entre grupos rivais de Ribeira Bote e de Fonte Francês.

Durante dois dias foram ouvidos o arguido, sete co-arguidos acusados do crime de motim e as testemunhas. Ainda no primeiro dia, foi feita a reconstituição do crime.

A sentença foi proferida na terça-feira, 17 de Julho.

De um lado, dizem que a vítima foi agredida por trás e, do outro lado, os acusados, dizem que estavam lado a lado. O certo é que Paulo acabou por falecer no Hospital Baptista de Sousa, onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica, mas não resistiu aos ferimentos acabando por morrer na manhã do dia 01 de Janeiro.

Os companheiros da vítima dizem que após a agressão foram atacados com pedras e garrafas pelo outro grupo e que com a confusão dispersaram-se e os que ficaram com “Nazu”, incluindo a namorada, adiantam que ele continuou a andar, não tendo dado importância ao ferimento e que depois de terem percebido que estava ferido, transportaram-no ao hospital onde viria a falecer.

Quanto ao jovem detido, na altura da sua detenção disse que reagiu quando foi atingido com uma garrafa na cabeça, acabando por agredir o jovem com a faca, no entanto, durante o julgamento, confessou que “tudo terá começado com insultos e agressões” de parte a parte, acabando por desferir o golpe ao “rival”.

Tudo indica que o que esteve por detrás desta morte “é uma retaliação pelo ataque à catanada sofrido no dia 21 de Dezembro por um elemento do grupo de Fonte Francês. Ataque que foi atribuído ao grupo “Pintcha Andor” da Ilha da Madeira.

Paulo Alexandre foi morto com uma facada na rua Sena Barcelos, no centro da cidade do Mindelo, quando elementos da Ilha da Madeira e de Fonte Francês se envolveram numa briga.

  1. rogério pires

    assim vai o nosso saõcent.
    paz pa tud nós.

  2. Marciano

    Noticia fraquinha, sem conteudo, com muita repeticao de frases e eventos sem contudo da qualquer informcao importante. Porque e que e so nome de quem more que boces ta poi? Porque nao poi ses fotos?

    Se e pa es mdjor ka poi nada.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.