Roubo de telemóvel dá prisão preventiva

19/11/2012 00:11 - Modificado em 18/11/2012 23:58
| Comentários fechados em Roubo de telemóvel dá prisão preventiva

Walter, jovem que no mês de Setembro foi condenado a 10 dias de trabalho comunitário na CMSV, na sequência do furto de um Ipad e um Iphone numa viatura na praia do Norte de Baía cumpre prisão preventiva. O jovem foi enviado para a prisão por suspeitas de furtar um telemóvel na Laginha.

 

O Segundo Juízo Crime da Comarca de São Vicente teve mão pesada e mandou para a cadeia da Ribeirinha, um jovem indiciado da prática de um crime de furto na Laginha. Walter foi detido pela Polícia Nacional por estar envolvido num alegado furto de um telemóvel.
Presente ao juiz foi-lhe decretada prisão preventiva como medida de coacção adequada tendo em conta os factos do auto. Por outro lado, o magistrado aplicou o artigo 290º do Código do Processo Penal, porque o jovem é reincidente em matéria de furto e roubo na ilha de São Vicente.

O jovem já cumpriu 2 anos e seis meses de prisão pela prática de crimes de roubo e por ironia do destino o juiz que decretou a prisão preventiva do suspeito foi o mesmo que no mês de Setembro condenou o arguido a uma pena de prisão de seis meses, mas substitui-a por 10 dias de trabalho comunitário na CMSV pela sua participação no furto de um Ipad e um Iphone.

Os objectos foram furtados ao PCA da empresa de comunicações TLC, na praia de Norte de Baía e nessa altura, o magistrado aplicou-lhe essa pena porque os objectos foram recuperados e porque a vítima tinha deixado os vidros do carro semiabertos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.