São Domingos: Tribunal manda libertar suspeitos de assalto a mão armada

18/07/2018 08:08 - Modificado em 18/07/2018 08:08
| Comentários fechados em São Domingos: Tribunal manda libertar suspeitos de assalto a mão armada

O Tribunal da Comarca de São Domingos suspendeu a Prisão Preventiva decretada a quatro indivíduos acusados de terem assaltado, em plena luz do dia, um minimercado, localizado no centro daquela cidade do interior de Santiago, em Fevereiro passado.

Informações fornecidas por uma fonte judicial dão conta que a prisão preventiva, antes aplicada, foi substituída pela apresentação periódica na secretaria do tribunal, cumulada com a proibição de contactar o proprietário do estabelecimento comercial assaltado.

Um quinto indivíduo, tido pela Procuradoria da República como o mandante do crime, continuou sob Termo de Identidade e Residência. “O procurador entende que este deve ser punido, já que é apontando como o instigador do delito”, disse.

Esta decisão do tribunal, conhecida no passado dia 13 de Julho, deve-se, segundo a mesma fonte, ao facto de se entender que os suspeitos “são jovens que se arrependeram dos crimes, pedindo desculpas ao juiz daquela comarca”.

A sentença deste caso será conhecida no próximo dia 26 de Julho.

Recorde-se que os cinco suspeitos foram detidos fora de flagrante delito, após um mandado de captura emitido pela Procuradoria da República. O assalto ocorreu no passado dia 1 de Fevereiro.

Os suspeitos são todos naturais de São Domingos. Estes foram “apanhados” por imagens registadas pelas câmaras de segurança do minimercado, antes de terem entrado no espaço para consumar o acto.

Dois dos visados estavam, na altura do crime, sob Termo de Identidade e Residência (TIR) por suspeita de terem assaltado a Escola Secundária Fulgêncio Tavares, em Novembro de 2017.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.