Acção Social cresce em São Vicente

19/11/2012 00:06 - Modificado em 18/11/2012 23:39

Eunice Cabral, pastora da Igreja Nazareno e professora na Escola Salesiana, dá apoio escolar aos alunos, na filial da Igreja Nazareno em Cruz João Evóra. A Pastora dá explicações de segunda a sexta-feira aos alunos da primeira ao décimo segundo ano de escolaridade. Acredita que o voluntariado é uma forma de ajudar a sociedade.
O projecto existe desde Maio de 2011; nasceu como experiência e o apoio estendia-se a cerca de 60 alunos, mas o projecto encontrou uma grande aceitação. A mesma afirma que devido à preocupação com as crianças que brincavam na rua e por serem muitas na zona de Cruz João Évora, fez nascer este projecto de acção social. Eunice Cabral recebe crianças de todas as zonas de São Vicente.

Pastora da Igreja Nazareno acredita que a ocupação dos alunos após a escola evita a marginalização social. Actualmente, o apoio escolar não se estende a todos os alunos e o projecto pretende alargar o auxílio aos alunos carenciados e com famílias numerosas que procuram apoio e um espaço para estudar.

Para se inscrever no projecto e beneficiar do apoio escolar gratuito, o aluno deverá apresentar-se com os pais ou os encarregados de educação para a inscrição. Eunice Cabral acredita que o apoio e a participação dos pais é importante no projecto, visto que podem dar informações importantes sobre os filhos, o que a ajuda no acompanhamento escolar. A Pastora refere que “a assistência personalizada a cada aluno é o meu lema neste projecto e que não só ajudo as crianças a nível de escolaridade como também ajudo a mantê-las ocupadas e longe da rua.”

O Centro de Aconselhamento e Formação Espiritual que acolhe o projecto de acção social, oferece um lanche às crianças aos domingos às 10 horas. Eunice Cabral reconhece que sem a ajuda dos crentes e amigos seria muito difícil a realização do auxílio escolar e a oferta do lanche aos domingos e garante que “a nossa preocupação é dar um lanche aos domingos, porque nos dias de semana os alunos beneficiam da refeição oferecida nas escolas.”

  1. Mindelense

    Devemos agradecer a todos aqueles que, dentro e fora do país promovem a solidariedade social, objectivando melhorar as condições de vida dos menos afortunados. De uma forma geral, todas as confissões religiosas no país oferecem equipamentos, roupas, materiais escolares, alimentação, etc, etc, com a excepção da Igreja católica, que por sinal, é simplismente a mais rica de todas. As vezes tento identificar uma obra ou gesto de beneficiência desta religião para com o nosso povo, e não vejo nada. Meus senhores, está na hora de partilharem parte da riqueza que o Banco do Veticano guarda, pois, a paz espiritual é reforçada com melhores condições de vida, e vocês podem ajudar. È basta querer!

  2. SN

    Mindelense, só não vês porque não queres.Tanto que a igreja católica tem feito para o povo de caboverde, nomeadamente de sanvicente. Nunca ouvistes falar das cáritas?? eles têm ajudadoem todas as vertentes.Agora até que as ajudas podem ser menos , porque de facto agora são tantas as religiões a falarem em Seu nome e a quererem dar nas vistas por um motivo ou outro e por vezes de forma ilicita aproveitando o nome da religião, e devias saber que não são eles os mais ricos. Investiga para saberes

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.