Kavala Fresk Feastival – um evento que continua a engrandecer a cavala e a arrastar milhares de pessoas

16/07/2018 01:15 - Modificado em 16/07/2018 01:15
| Comentários fechados em Kavala Fresk Feastival – um evento que continua a engrandecer a cavala e a arrastar milhares de pessoas

Mais uma edição, a sexta, do Kavala Fresk Feastival que, de ano para ano, continua na sua senda de engrandecer cada vez mais a cavala. A organização do evento, conforme o público presente, mais uma vez surpreendeu e provou que esta já é uma marca consolidada do Mindelo que todos os anos, no mês de Julho, arrasta milhares de pessoas para o centro da cidade e onde a Avenida Marginal é o local central para provar os diversos pratos daquela que é a rainha da noite.

O público aplaude, como sempre, esta iniciativa e alguns avançam que este tipo de evento que já está bastante consolidado representa uma boa atracção turística e uma forma dinamizadora da cidade que, na chegada do Verão padece de mais eventos. “Mindelo, por aquilo que vende, deveria ser um pólo cultural, com eventos maiores e similares capazes de atrair milhares de pessoas de modo a poder dar um dinamismo maior à cidade conhecida como a mais cosmopolita do país, e também, como se tem constatado, é uma forma de dinamizar a economia”, isso em relação à enorme quantidade de cavala vendida nesta noite de 15 de Julho e não só, porque como se sabe, além da cavala, o público é exposto a diferentes produtos culinários e que pouco têm a ver com o mar.

O mesmo se pode dizer pela forma como o público respondeu ao evento, com muito civismo, com boa música e um local de diversão para toda a família. Um evento que teve a sua abertura no início da tarde, com desfile, com a performance de rua “Kavala Mob” e com o contributo dado pela população que se envolveu ao longo do percurso desde o Mercado do Peixe até ao Karnavala, espaço instalado na Avenida Marginal e explorado pelos grupos de Carnaval da ilha.

“Em relação ao espaço explorado pelos grupos de Carnaval, devo dizer que o ambiente em toda a Avenida Marginal é excelente. Costumo ficar muito tempo por aqui e acredito que de ano para ano este festival tem causado grande impacte na economia da ilha e atrai muitos visitantes”, diz Carlos Silva que “não perde o festival por nada” e que, apesar dos problemas de voos com a falta de lugares nos voos domésticos e sem ligações internacionais em São Vicente, a ilha continua a atrair milhares de pessoas.

Ao longo da tarde, houve exposição de pintura, mas a programação incluiu outra marca deste festival que é o “Kavala na mei de mar”, com música e muita cavala e o palco Karnavala.

No final da tarde, a entrada principal do Centro Cultural do Mindelo recebeu o desfile de moda “Kavala na moda” e a música no palco principal contou com a actuação de Mamadou Sulabanku, The Legend, Débora Paris e Jorge Sousa e ainda a actuação de Dj local no Kavala Party.

Dados avançados pela organização indicam que em 2017, 41 mil pessoas passaram pela Avenida Marginal durante o dia do Kavala Fresk Feastival que envolveu ainda 32 músicos, dois DJ, 56 performers, 47 restaurantes, sete passeios de bote e 23 modelos, para um staff de 80 pessoas.

Na 1ª edição, realizada em Julho de 2013, a organização estimou que mais de 10 mil pessoas passaram pelo roteiro gastronómico da Avenida Marginal e consumiram cerca de 3000 quilogramas de cavala, altura em que o evento foi distinguido com o Green Project Awards, na categoria de Iniciativa de Mobilização.

De acordo com um estudo de impacte socioeconómico do Kavala Fresk Feastival realizado no ano passado (2017), o certame que se realiza há seis anos, injecta pelo menos 302 milhões de escudos na economia de São Vicente, valor 30 vezes superior ao que a organização despende para o realizar.

Resultados do estudo efectuado pela PD Consult, numa parceria com a Mariventos.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.