Sinapol pede demissão da actual direcção da PN

11/07/2018 02:15 - Modificado em 11/07/2018 02:15
| Comentários fechados em Sinapol pede demissão da actual direcção da PN

A SINAPOL defende que os processos disciplinares instaurados aos agentes da PN por causa da greve da Polícia Nacional realizada no último mês de Dezembro, “tem servido para prejudicar os grevistas, agonizando o clima de instabilidade” dentro da Polícia Nacional. Segundo a análise do sindicato, a medida de pena suspensa revela um autêntico retrocesso, já que as pessoas vão ser punidas com suspensão de quarenta dias e, mesmo com pena suspensa, “fica com a ficha criminal suja”. Algo que “é inadmissível”.

Além disso, como já tinha sido adiantado por agentes da PN,  os processos disciplinares tiveram a intenção de intimidar os agentes da PN. Neste sentido, o pedido é para o arquivamento total dos processos. Para a Sinapol, esta atitude revela “a incompetência pura numa situação enraizada numa ilegalidade” e o pedido é de demissão da presente direcção da Polícia Nacional.

“Há, neste momento, por exemplo, uma lista de nomes a circular, cujo propósito visa intencionalmente seleccionar os promovíveis, de forma injusta, inventando inclusive, informações negativas sobre o desempenho profissional, a fim de se poder excluir alguns da possibilidade do direito à promoção”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.