Mila Kunis e o desporto: Basebol, cerveja e comer… cachorros

18/11/2012 23:00 - Modificado em 18/11/2012 23:00
| Comentários fechados em Mila Kunis e o desporto: Basebol, cerveja e comer… cachorros

Mila Kunis não é uma bomba. Não desperta atenção pelas… curvas. Destaca-se pela beleza fora do comum, olhos verdes, um sorriso encantador. Mila Kunis nasceu na cidade ucraniana de Chernivtsi a 14 de agosto de 1983.

 

Aos sete anos emigrou com os pais para Los Angeles, Estados Unidos. Chegaram com 250 dólares no bolso em busca de uma oportunidade. O irmão Mark, ex-engenheiro mecânico, trabalhou como… taxista. Elvira, a sua irmã, ocupou-se numa farmácia.

 

Mila Kunis, por sua vez, teve a sorte de encontrar Susan Curtis, um gestor de talentos, que optou por tomar as rédeas da sua carreira. A primeira oportunidade deu-se aos 14 anos, no papel de Jackie Burkhart, na série That’70s Show. O seu lado cómico catapultou-a depois para um novo êxito na FOX, desta vez animado, Family Guy, fornecendo a voz de Meg Griffin.

 

Depois, bem depois seguiu-se o cinema, sempre a crescer. Demorou a aprender o inglês e nunca esqueceu as raízes. Com os pais faz questão de falar sempre em russo. «Os meus pais nunca quiseram que fosse actriz. Dizem que é uma profissão instável e imprevisível. Agora acho que estão mais ou menos convencidos», disse na sua biografia.

 

Mila Kunis, de 29 anos, não é louca por dietas ou manter a forma. De resto, nem gosta de praticar desporto. Gosta de apreciar. Mas, desengane-se, não é tudo. Recentemente descobriu uma paixão: o basebol. Uma ligação à qual está relacionada o recente envolvimento com Ashton Kutcher, um amado deste desporto. Nas últimas semanas, depois de alguns rumores, ambos foram vistos em Los Angeles a assistir à partida entre o Dodgers e o San Francisco Giants.

 

Todas as televisões desportivas, de pronto, procuraram informar-se da nova paixão da actriz que, sem rodeios, disse tudo o que tinha a dizer relativamente à actividade desportiva.

 

«Amo o basquetebol, adoro o basebol, não gosto de futebol, detesto… golfe. O ideal, o meu desporto, é sentar-me, assistir um jogo de basebol, ter a minha cerveja e cachorro quente nas mãos e gritar pela minha equipa. É isso que gosto de fazer…»

 

 

 

abola.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.