PM : “As manifestações pretendem criar o caos“

6/07/2018 04:31 - Modificado em 6/07/2018 04:31
| Comentários fechados em PM : “As manifestações pretendem criar o caos“

O primeiro-ministro considerou que as manifestações que tiveram lugar um pouco por todo o país,  durante o dia de ontem pretendem uma forma “intencional de criar caos e mexer com a instabilidade social do país.

Ulisses Correia e Silva fez essas considerações em declarações à imprensa, na Cidade da Praia, no final da sessão solene comemorativa do Dia da Independência Nacional, 05 de Julho, sublinhando, entretanto, que as manifestações são direitos construídos pelas leis cabo-verdianas e pela Constituição da República.

“Mas é preciso haver motivo. Há uma ideia por detrás disso e alguém com intencionalidade de criar o caos e mexer com a instabilidade social de Cabo Verde, trazendo a temática da fome”, frisou, justificando que os promotores das manifestações estão a “mexer com algo que representa o drama em Cabo Verde, na década de 40”.

Na sua opinião, a fome por que o país enfrentou ainda afecta a consciência nacional, mas “não se repetiu mais e não se vai repetir”, classificando de uma “grande irresponsabilidade tentar motivar as pessoas para sair à rua com a bandeia da fome”, numa alusão à manifestação ocorrida em São Vicente.

Na Cidade da Praia, a manifestação promovida pelo “Movimento Korda Cabo Verde” terminou em frente à Assembleia Nacional onde decorria a sessão comemorativa de 05 de Julho, sendo que em outras ilhas do país também tiveram lugar manifestações, nomeadamente em São Vicente, Sal, Boa Vista e Fogo.

 

Fonte : Inforpress

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.