Lídia Lima : “A CMSV é uma instituição com o um rosto social”

4/07/2018 06:56 - Modificado em 4/07/2018 07:15

A Câmara Municipal de São Vicente tem afirmado que é uma Câmara de rosto social. Para a Vereadora Lídia Lima, trata-se de uma afirmação correcta, “levando em consideração os vários projectos sociais no sentido de estar mais perto das famílias com necessidades ou problemas económicos ou que padecem de situações de necessidade física, de alimentação, entre outras”. Para Lima, o trabalho tem sido também no sentido de ajudar em situações de vulnerabilidade como crianças, idosos ou mães chefes de família.

Segundo a Vereadora, a edilidade possui um gabinete de atendimento e a própria também faz atendimentos, para além do trabalho com outras instituições ligadas às áreas sociais. “Existem muitas dificuldades em São Vicente, com pessoas a viverem em situações de desemprego e a terem de satisfazer as próprias necessidades. Há um grande número de pessoas com salário mínimo e no desemprego”.

Este alerta de Lídia Lima é no sentido das pessoas “aguentarem o que têm e trabalharem para melhorar o que já têm”. Essa afirmação é feita no sentido que as pessoas têm de aprender a aguentar nos seus postos de trabalho. Neste sentido, diz que preguiça, consumo de álcool, conflitos no emprego, “têm levado as pessoas a perderem o próprio emprego, o que vai aumentando a necedade da ajuda social”.

Para mudar esta situação, as acções ultrapassam não só a simples ajuda social, mas representam também uma aposta na edução do cidadão, como a promoção da saúde nas comunidades, em parceria com outras instituições. “Pensamos que desenvolver apenas projectos sociais para ajudar sem desenvolver a parte da educação física, não chegaremos a parte nenhuma. Há que desenvolver um trabalho na tentativa de mudança de comportamentos e atitudes”.

Loja social

Os pedidos, segundo a Vereadora, são muitos. Segundo a mesma, a loja social da CMSV tem funcionado normalmente e, agora, no mês de Julho, o projecto vai passar a marca dos cinco anos de funcionamento contínuo. Continuidade que Lídia Lima atribui à concepção do projecto, “que foi muito bem concebido. E ainda aos parceiros que têm cumprido os protocolos assinados e que têm feito a loja funcionar. Apesar dos parceiros, também a Vereadora refere da importância das campanhas de recolha. São duas campanhas de recolha por ano que considera importantes no sentido de ajudar a loja na sua missão.

segundo os dados da CMSV em 2018 já foram beneficiados cerca de 170 pessoas, sendo que noventa destas pessoas são fixas, pessoas em situações que necessitam da ajuda da câmara. desde de 2013 já foram ajudados com cestas basicas e outros apoios números que ultrapassam as duas mil pessoas.

Crianças da rua

A questão tem assumido proporções crescentes com cada vez mais crianças na rua. Uma situação que a edilidade espera contribuir para a sua resolução. “Estamos a ver que existem muitas crianças na rua, fenómeno que não está a ter resposta pelo que a Câmara tem de intervir para mudar o cenário e vamos falar com outras instituições para trabalharem em prol da resolução do problema de modo a se poder dar uma resposta imediata às famílias”.

 Os jardins sob a responsabilidade das Câmaras

O Governo passou a responsabilidade dos jardins sociais para a alçada da edilidade. O que Lídia Lima considera que tem decorrido normalmente, estando agora a trabalhar na melhoria das condições dos jardins infantis, na mesma senda dos lares de idosos, pelo que vão ser reforçados com mais dois monitores cada e um reforço da segurança dos jardins.

  1. João Pedro Monteiro

    MINHA SENHORA NUMA ILHA COM ELEVADA TAXA DE DESEMPREGO COMO A PRÓPRIA RECONHECE NÃO DEVE TENTAR RESOLVER OS PROBLEMAS APENAS DANDO ESMOLAS!! É PRECISO CRIAR SIM EMPREGOS QUE GERA RENDIMENTO PARA AS FAMÍLIAS NUMA ÓPTICA DE SUSTENTABILIDADE, DIGNIDADE ÀS MESMAS. NÃO VENHAS COM ESSE DISCURSO DE DEMAGOGIA POIS DISTO JÁ TIVEMOS E MUITO COM O PAICV, CARAMBA. PAREM DE GASTAR TANTO DINHEIRO EM FESTIVAIS QUE SÓ DÁ A GANHAR O GUSTO E SUA CAMBADA E CRIAM POSTOS DE TRABALHO.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.