Regionalização: MPD questiona proposta de redução de deputados do PAICV

3/07/2018 06:48 - Modificado em 3/07/2018 06:48

Uma das propostas do PAICV sobre a reforma do Estado que inclui a regionalização, prevê a redução do número de deputados no Parlamento. Assunto que agora o MpD vem publicamente afirmar que o Parlamento dispõe de um número equilibrado de deputados, cumprindo os principais requisitos da democracia, como a representatividade e a proporcionalidade, “tendo em conta a particularidade do país ser insular e diaspórico.

“O MpD tem fortes razões para acreditar que a proposta apresentada pelo PAICV, é uma manobra dilatória eivada de populismo, com o fito de angariação de simpatia imediata junto do eleitorado, bem como de bloquear a proposta de Regionalização do país, sem qualquer sentido de responsabilidade ou de Estado”, afirma Carlos Monteiro, Secretário-geral Adjunto.

Neste sentido, pede que o PAICV apresente a sua proposta concreta de redução do número de deputados no Parlamento. E, para “dar credibilidade à proposta do PAICV”, pede que sejam esclarecidos os círculos que deverão ser reduzidos e em que medida. “Em suma, como pretende garantir, com a redução do número de deputados, os princípios do pluralismo e de proporcionalidade relativa em todos os círculos eleitorais? Como assegurar que não teremos certos círculos com votos de cidadãos a valerem mais do que noutros círculos?”, questiona Monteiro.

 

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.