Cancro faz falar a “única pessoa viva” que sabe quem matou Tupac

3/07/2018 06:40 - Modificado em 3/07/2018 06:40
| Comentários fechados em Cancro faz falar a “única pessoa viva” que sabe quem matou Tupac

Keefe D guardou esta verdade consigo durante mais de 20 anos, mesmo após várias pressões para que revelasse a verdade. Foi a doença que o fez falar.

Éum dos mistérios mais famosos do mundo. Teorias, existem mil. Mas apenas este homem sabe o que realmente aconteceu ao rapper Tupac Shakur.

O músico tinha 25 anos quando, em 1996, foi assassinado a tiro (com quatro tiros). Desde então, o crime nunca foi resolvido. Há quem diga que o rapper forjou a sua própria morte, outros que Suge Knight, antigo CEO da Death Row Records, editora de Tupac, o mandou a assassinar. Há até quem acredite que aconteceu devido à guerra West-Coast/East-Coast, entre ele o rapper Notorious B.I.G.

Agora, e só agora, depois de mentir inúmeras vezes à polícia, Keefe D, que conhecia Tupac e que fez de segurança para ‘Biggie’ (como também era conhecido Notorious B.I.G.) revelou saber quem matou o rapper.

“Eu fui um ‘kingpin’ de Compton, traficante de droga. Sou a única pessoa viva que pode contar a história do assassinato do Tupac”, disse Duane Keith Davis, mais conhecido por Keefe, na nova série da Netflix, ‘Unsolved: The Tupac and Biggie Murders’, escreve o Mirror.

“Perseguiram-me durante 20 anos, eu estou a dizer agora porque tenho cancro e não tenho nada a perder. Tudo o que me interessa agora é a verdade”, disse. Ainda assim, não quer revelar quem puxou o gatilho, devido ao “código das ruas”, mas admite que o seu primo, Orlando Anderson, Terrence ‘T-Brown’ e ‘Dre’ Smith estavam consigo no carro.

Recorde-se que Orlando Anderson, havia sido espancado por Tupac e alguns membros dos Blood num casino em Las Vegas.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.