Sudão condena à morte jovem que matou marido que a agrediu e violou

27/06/2018 07:04 - Modificado em 27/06/2018 07:04

Noura Hussein, a jovem de 19 anos que matou o marido que a violou e agrediu, vai mesmo ser condenada à morte.

Conta a Sky News que o tribunal sudanês que está a julgar o caso acaba de sentenciar a jovem à morte por enforcamento.

Noura Hussein fora obrigada pela família a casar com o marido quando tinha apenas 15 anos. Fugiu mas, três anos depois, acabou mesmo por casar-se. No dia anterior ao assassinato, a jovem sudanesa agora com 19 anos foi violada, num crime cometido pelo marido com a ajuda de familiares seus, que assistiram a tudo. 

Em tribunal confirmaram-se as provas de que a jovem apresentava marcas de feridas nas mãos e de dentadas do marido mas não houve misericórdia da justiça sudanesa, isto apesar de o caso ter chamado a atenção internacional.

A jovem foi presa há um ano e na altura confessou à sua mãe que, depois de ser violada, queria matar-se caso voltasse a acontecer, razão pela qual passou a andar armada com uma faca. Perante nova tentativa de violação do marido, reagiu com violência. 

Apesar dos maus tratos a que foi sujeita, a justiça não levou em conta as circunstâncias e optou mesmo por condená-la à morte por enforcamento.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.