Mundial 2018: África perde quatro representantes na fase de grupos mas o Senegal é a grande esperança

27/06/2018 06:55 - Modificado em 27/06/2018 06:55
| Comentários fechados em Mundial 2018: África perde quatro representantes na fase de grupos mas o Senegal é a grande esperança

O continente africano viu, nesta terça-feira, mais um representante sair da prova após a derrota da Nigéria frente à Argentina por 1-2.

Depois de Egipto, Marrocos e Tunísia, a Nigéria tornou-se na quarta selecção africana a ir mais cedo para casa. As “Super Águias” iniciaram a fase de grupos com uma derrota frente à Croácia por 2-0 tendo, na segunda jornada, vencido a Islândia por 2-0. Com esta vitória, a Nigéria relançou a sua candidatura à passagem aos oitavos de final da prova, onde partiu para a terceira e última jornada no segundo lugar do Grupo D. No entanto, as aspirações da equipa africana caíram por terra nesta última jornada, onde não conseguiu travar a selecção sul-americana que venceu por 1-2, carimbando o adeus à continuidade na prova por parte dos nigerianos.

Lionel Messi adiantou a Argentina na frente do marcador aos 14 minutos da primeira parte. Na segunda parte, Victor Moses ainda empatou a partida aos 51 minutos, na conversão de uma grande penalidade, mas a selecção comandada pelo seleccionador alemão Gernot Rohr, viu a passagem aos oitavos de final cair por terra aos 86 minutos, quando o defesa esquerdo argentino Marcos Rojo, com o seu pior pé, o direito, rematou forte e colou a bola no fundo das redes da baliza à guarda de Uzoho. Com este resultado, a Argentina segue em frente juntamente com a Croácia, enquanto que a Nigéria e a Islândia vão mais cedo para casa.

Resta agora ver ainda a performance do Senegal que luta taco a taco com as selecções do Japão e da Colômbia o acesso aos oitavos de final, sendo que a equipa africana está na liderança repartida do grupo com os mesmos quatro pontos que o Japão. Senegal que enfrenta na quinta-feira, última jornada do Grupo H, a Colômbia.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.