A jovem evacuada  morreu  devido a uma insuficiência respiratória

26/06/2018 06:56 - Modificado em 26/06/2018 06:56
| Comentários fechados em A jovem evacuada  morreu  devido a uma insuficiência respiratória

A jovem, Eloisa Correia  morreu devido a “ uma insuficiência respiratória derivada, de uma descompensação cardíaca porque padecia de uma cardiopatia valvular.  Defendeu O director do Hospital Ramiro Alves, na ilha do Sal, Hélder Almada que também  atendeu a jovem grávida que foi evacuada da Boavista para ser submetida a uma    cirurgia de uma gravidez ectópica complicada “

D e acordo com o médico a operação  “ correu bem” mas que tratava-se de um caso grave que merecia ser internada e operada. “ Foi o que se fez, tendo sido feita toda a compensação imodinâmica para garantir que aguentaria a cirurgia de uma gravidez ectópica complicada, ou seja, uma gravidez fora do útero,”. Explica que depois da operação o quadro clinico evoluiu favoravelmente.  “Depois de transferida para a enfermaria e, passado o tempo necessário de recuperação pós-operatório, a paciente teve uma evolução favorável nas primeiras horas, porém, por volta das 19:00 apresentou-se uma complicação, uma insuficiência respiratória derivada de uma descompensação cardíaca porque a paciente padecia de uma cardiopatia valvular.”

Assegura que“Foram tomadas todas as medidas necessárias e possíveis para a salvar. Infelizmente, são casos que muitas vezes acontecem, a paciente não recuperou, tendo vindo a óbito por volta da 1:35, já na madrugada do dia 23. Mais uma vez lamentamos o desfecho, mas fizemos todas as diligências para salvar essa vida. O problema que motivou a evacuação foi resolvido, mas o estado de saúde complicou-se devido a uma doença de base que ela tinha”

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.