Festas São João: “Para que os tambores não fiquem nas gavetas durante um ano inteiro”

21/06/2018 14:36 - Modificado em 21/06/2018 22:35
| Comentários fechados em Festas São João: “Para que os tambores não fiquem nas gavetas durante um ano inteiro”

Como avança António Tavares, da comissão organizadora das festas de São João em São Vicente, este ano a associação Terra Tambor quer levar esta manifestação cultural as escolas, e trabalhar na preservação desta festa. E como afirma  “para que os tambores não ficam nas gavetas durante um ano inteiro” para ser retirado somente durante as romarias.

A associação Terra Tambor junta a Faculdade de Ensino e Desporto (FAED), antigo Instituto Universitário de Educação, da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), sendo uma das homenageadas este ano durante as festas. Instituição que tem levado esta manifestação cultural as escolas, e onde os docentes tem trabalhado investigação através de teses de mestrado. E assim se introduz agora, segundo Tavares, a parte investigação nas festas.

António Tavares que sublinha o facto de que a “FAED tem feito um trabalho a nível de introduzir essas actividades populares no currículo escolar, e há pessoas a fazer mestrado nessa área”, destacando os efeitos positivos para a preservação e ensino das manifestações culturais nas escolas. “Queremos colocar as escolas desde cedo a abordar esta festa em toda a sua dimensão, que é colá, música, trajes, navizim”. Sendo que para este organizador o esperado uma progressão para as festas do próximo ano, fazendo a partir de 2018 que a festa seja durante todo o ano, e não somente na época.

Este ano se volta a trazer o “saltar lumenara” na zona da Vila Nova, parte que não foi realizado no ano passado. A organização retira do programa o concurso de colá e tocar. Como explica António Tavares “Inibe as pessoas e começa a fazer separação entre quem sabe e quem não sabe”, isto porque o objectivo é a parte da transmissão da manifestação. E crianças vão estar ao lado dos mestres do tambor a tocar, para incentivar as pessoas nesta manifestação cultural. “Queremos que as pessoas possam readquirir esta manifestação como um espectáculo, mas também para dançar se quiserem, mas também podem assistir”.

Este ano o convidado é um grupo de tocadores de Santo Antão, Porto Novo, que vão participar nas festas.

As festividades iniciam no próximo sábado, junto Delegação de Educação de São Vicente e com o Centro Social SOS. Esta parte vai resumir numa passeata com participação de crianças, tamboreiros e coladores. Na noite do mesmo dia 23 está programada a “lumenara” na zona de Vila Nova. E no domingo, dia central das festas, dia de São João, inclui a peregrinação da cidade a Ribeira de Julião, onde vai haver demonstração de toques, e danças.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.