Secretária executiva satisfeita com os trabalhos da organização da Cimeira de Chefes de Estado da CPLP

14/06/2018 07:51 - Modificado em 14/06/2018 07:51
| Comentários fechados em Secretária executiva satisfeita com os trabalhos da organização da Cimeira de Chefes de Estado da CPLP

A secretária executiva da CPLP mostrou-se hoje satisfeita com os trabalhos da organização da Cimeira que reúne em Cabo Verde (ilha do Sal) nos dias 17 e 18 de Julho, oito chefes de Estado de países membros da comunidade.

Maria do Carmo Silveira, que se encontra no país no quadro dos preparativos da Cimeira da Comunidade de Países Língua Portuguesa manifestou estas suas impressões à imprensa à saída de um encontro que teve com o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.

Com o chefe de Estado cabo-verdiano a secretária executiva da CPLP disse que fez um balanço dos preparativos da Cimeira, além analisarem as “grandes questões” da agenda da comunidade lusófona que, segundo ela, “serão analisadas na Cimeira”.

Na sua perspectiva, acolher uma cimeira do tipo é sempre um “desafio para quem a organiza”, mas que em Cabo Verde tem verificado que as coisas estão dentro dos parâmetros estabelecidos.

Segundo ela, a avaliar-se pelo que tem sido feito até ao momento em termos organizativos, a próxima Cimeira de Chefe de Estado “vai corresponder às expectativas”.

A entrada de novos observadores associados na CPLP constitui, na óptica de Maria do Carmo Silveira, um desafio para a organização intercontinental.

Instada sobre a questão da Guiné-Bissau, garantiu que certamente “estará sobre a mesa”.

Sobre a garantia de segurança das delegações presidenciais, deixou transparecer que o Governo do país anfitrião tem estado a tomar todas as “medidas necessárias para que as coisas decorram normalmente”.

“Que eu saiba, não temos, neste momento, qualquer preocupação relativamente a isto (segurança)”, precisou Maria do Carmo Silveira.

Revelou ainda à imprensa que o Secretariado Executivo está a preparar, a partir de Lisboa, toda a documentação com as grandes questões que vão ser submetidas aos chefes de Estado.

“Dentro dos prazos estabelecidos teremos estes documentos que serão apreciados pelos chefes de Estado”, garantiu.

Relativamente à escolha do Sal para acolher a Cimeira, entende que é uma “opção do Governo cabo-verdiano” que só a ele cabia “tomar esta decisão”.

“O que nos interessa é que a Cimeira decorra da melhor forma possível”, desejou esta responsável da CPLP.

No início da segunda semana de Julho, conforme assegurou Maria do Carmo, o staff da CPLP em Lisboa vai chegar a Cabo Verde.

Perguntada sobre o custo desta Cimeira, a secretária executiva da CPLP evitou a resposta, remetendo os jornalistas para as autoridades nacionais.

É a segunda vez que Cabo Verde acolhe a reunião de Chefes de Estado da CPLP. O evento tinha sido realizado na Cidade da Praia entre os dias 16 e 17 de Julho de 1996.

A CPLP foi criada a 17 e Julho de 1996, em Lisboa, por sete Estados: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe.

Em 2002, com a independência, Timor-Leste tornou-se oitavo Estado-membro. Em 2014, a Guiné-Equatorial foi admitida como membro da organização, durante a Cimeira realizada na capital timorense, Díli.

A organização definiu como objectivos gerais a concertação politico-diplomática entre os seus Estados-membros, nomeadamente para o reforço da sua presença no cenário internacional, tendo também como um dos seus objectivos a promoção e difusão da língua portuguesa.

A área do globo terrestre ocupada pelos nove Estados-membros da CPLP corresponde a 10.742 000 quilómetro quadrados de terras, o correspondente a 7,2 por cento (%) da terra do planeta (148.939 063 quilómetros quadrados), espalhados por quatro continentes: Europa, América, África e Ásia.

A Cimeira do Sal, que decorre sob o lema “Pessoas, Cultura e Oceanos”, vai marcar a transição da presidência temporária da comunidade lusófona do Brasil para Cabo Verde.

A realização da Conferência de Chefes de Estado e de Governo coincide com o aniversário da CPLP, que a 17 de Julho completa 22 anos de existência.

Inforpress

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.