Cabo Verde na lista dos países que necessitam de ajuda alimentar: E agora?

11/06/2018 02:14 - Modificado em 11/06/2018 02:14
| Comentários fechados em Cabo Verde na lista dos países que necessitam de ajuda alimentar: E agora?

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) colocou Cabo Verde na lista de países a necessitarem de assistência alimentar externa. Uma actualização inclui Cabo Verde e Senegal. Em muitos dos países com situação de conflitos, esta tem provocado o agravamento das condições. Uma descrição para o agravamento do problema, onde se inclui Cabo Verde, “condições meteorológicas locais adversas também aumentaram o número de países que necessitam de assistência externa para a alimentação”.

 Segundo o relatório da FAO, após uma fraca época agrícola, estima-se que 35 por cento da população de Cabo Verde necessite de assistência alimentar, embora se espere que este número diminua em mais de metade no início do Verão, com o início das chuvas sazonais”. A integração na lista vem numa circunstância de seca, onde o Governo tem aplicado o plano de mitigação dos efeitos do mau ano agrícola, tendo conseguido junto dos parceiros, a quantia de dez milhões de euros para mitigar os efeitos.

 “De acordo com o “Cadre Harmonisé”, estima-se que cerca de 192.000 pessoas, 35% da população, necessitará de assistência alimentar de Março a Maio, principalmente devido a deficits de pastagem e produção agrícola. Este número deverá diminuir para 80.000 pessoas durante os meses de Junho a Agosto, graças ao início das chuvas”.

Assim, Cabo Verde fica entre os países com «quebra excepcional de produção de alimentos»,  apontando o relatório o fraco ano agrícola de 2017 e a «significativa perda» de cabeças de gado.

Numa reacção aos dados, Ulisses garante à TCV que “não há um problema de emergência alimentar, quer dizer de crise de alimentos para os cabo-verdianos, isto não existe”. A inclusão de Cabo Verde na lista resulta “do impacte da produção agrícola e pecuária e o efeito directo nas pessoas que vivem dessas actividades, devido, principalmente, ao mau ano agrícola de 2017”.

Sem uma declaração oficial, o PAICV na sua página de Facebook sublinha: “Em Novembro de 2017 e face a um Plano de Mitigação dos Efeitos da Seca e do Mau Ano Agrícola incompleto e que não respondia às necessidades, o PAICV entregou as suas propostas no Parlamento, que foram totalmente ignoradas pela actual Maioria! Resultado: O Plano não funcionou, o Povo reclamou, o PAICV alertou, o Governo ignorou e, hoje, Cabo Verde está na lista dos Países em situação de emergência alimentar! Francamente, Cabo Verde merecia um Governo mais responsável e que pensasse mais no Povo!”

 Dos 39 países da lista, 31 localizam-se em África e, entre os países lusófonos, além de Cabo Verde consta também Moçambique. Os conflitos persistentes e a queda irregular de chuva originaram uma quebra recorde de 1,5% na produção anual de cereais a nível mundial.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.