Fundo do Ambiente: PGR  confirma detenção de uma mulher e anuncia a constituiçao de outros arguidos

8/06/2018 06:48 - Modificado em 8/06/2018 06:48
| Comentários fechados em Fundo do Ambiente: PGR  confirma detenção de uma mulher e anuncia a constituiçao de outros arguidos

Uma mulher de 42 anos foi detida , fora de flagrante delito ,  suspeita dos crimes de furto qualificado e falsificações, no âmbito da investigação à gestão do Fundo do Ambiente.

“O Ministério Público, no âmbito da investigação que já se encontra em fase avançada, entendeu que havia a necessidade de efectuar detenções, no caso concreto, de uma pessoa suspeita, que foi constituída arguida e apresentada ao tribunal para aplicação da medida de coação”, confirmou Óscar Tavares, em declarações aos jornalistas, na Cidade da Praia.

Segundo o responsável, a arguida, submetida ao primeiro interrogatório judicial, o tribunal entendeu aplicar um conjunto cumulativo de medida de coação que passa pelo de termo de identidade e residência, o que significa que não pode ausentar-se sem comunicar, assim como um conjunto de contactos que está interditado de fazer com outros suspeitos implicados no processo.

“Num horizonte relativamente curto, esses suspeitos serão também constituídos arguidos e esperemos que ainda até ao final deste ano possamos ter o processo a conclui”, frisou o Procurador-Geral da República, sem esquecer que a arguida deverá apresentar-se periodicamente às autoridades.

O indivíduo identificado, segundo a Procuradoria-Geral da República, é residente no concelho do Tarrafal de Santiago e presidente de uma das associações beneficiárias do financiamento do referido fundo e em causa estão factos susceptíveis de, por ora, integrarem a prática dos crimes de furto qualificado e falsificações.

A gestão do Fundo do Ambiente, na dependência do Ministério do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território, do Governo do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), está a ser investigada pelo Ministério Público desde Agosto de 2015, por alegadas irregularidades na atribuição das verbas a organizações não-governamentais.

Fonte Inforpress

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.