Hospital da Praia consolida situação financeira e salda dívidas junto de privados de 2007 a 2017

7/06/2018 07:42 - Modificado em 7/06/2018 07:42

O Hospital Dr. Agostinho Neto (HAN), na Cidade da Praia, já consolidou a sua situação financeira, passando de um défice de 11.500 contos mês a equilíbrio financeiro que lhe permitiu saldar dívidas junto dos privados, de 2007 a 2017.

A informação foi avançada hoje à imprensa pelo presidente do conselho de administração, Júlio Andrade, realçando que neste momento detém dividas apenas para com a Electra (empresa de electricidade) e a Emprofac (empresa de medicamentos) e mais um fornecedor privado no valor de 20 mil contos, estando a prever entrar o ano de 2019 sem dívidas.

Andrade admite, contudo, que mantêm ainda uma dívida acumulada junto do sector público que ronda os 220 mil contos, embora, em apenas dois anos tenham conseguido reduzir esse acumulado que era de 402 mil contos.

Conforme realçou, uma vez saneada as suas dívidas, o HAN vai, brevemente, iniciar a fase de modernização das suas instalações, nomeadamente a nível do banco de urgência, o sector de atendimento dos doentes, bolco operatório e outros.

Na mesma óptica, informou que o conselho de administração está a equacionar também a possibilidade de levar a cabo ações de formação e reciclagem no domínio de atendimento público “para que os doentes possam dispor de melhor atenção”.

No que concerne os equipamentos de maior necessidade, Júlio Andrade asseverou que o atraso se deve ao facto de o hospital ter de seguir todas as regas impostas por lei, ou seja, promover o lançamento de concurso público para as compras.

Inforpress

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.