FBI alerta que é necessário reiniciar os routers domésticos

5/06/2018 06:40 - Modificado em 5/06/2018 06:40

O FBI detetou um ataque de hackers originário da Rússia, o qual iria introduzir um “malware” que se apropriaria dos routers domésticos.

As autoridades norte-americanas identificaram o malware como “VPNFilter”, que iria assumir o controlo do router para difundir ataques coordenados globais e registar toda a atividade na rede dos dispositivos. De acordo com o jornal espanhol “El País”, os hackers poderiam anular por completo a ligação à Internet e levar a cabo ataques em massa.

Um router afetado pelo VPNFilter ficaria a aguardar instruções dos hackers para realizar um ataque coordenado contra um determinado alvo. No entretanto, gravaria todas as informações da atividade da rede, incluindo palavras-passe. Os investigadores encontraram também a existência de um “botão letal”, instrução através da qual os hackers poderiam desativar permanentemente o dispositivo.

Numa ação coordenada em grande escala, o malware poderia anular a Internet em bairros ou cidades inteiras, devido ao grande número de marcas afetadas, como Netgear, TP-Link e Linksys.

Desconhece-se o alcance do ataque, mas estima-se que estaria a afetar mais de meio milhão de routers domésticos em todo o planeta, número que poderia disparar exponencialmente em minutos.

As autoridades recomendam a reiniciação do router para desativar o malware na maioria dos casos, embora não haja garantias. Já os especialistas da Cisco, empresa que terá detetado o ataque, sugerem a redefinição do dispositivo para as configurações de fábrica, de forma a assegurar que nenhum vestígio do VPNFIlter se mantenha no router.

É também aconselhável a alteração da senha de segurança do painel de controlo que dá acesso ao dispositivo.

 

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.