Rúben Semedo vai continuar em prisão preventiva devido à sua «perigosidade»

30/05/2018 00:59 - Modificado em 30/05/2018 00:59
| Comentários fechados em Rúben Semedo vai continuar em prisão preventiva devido à sua «perigosidade»

A Audiência Provincial de Valência recusou, no início desta semana, um novo recurso interposto pelo jovem jogador cabo-verdiano Rúben Semedo, pelo que o mesmo irá continuar em prisão preventiva.

Rúben Semedo que está detido desde 20 de Fevereiro, acusado de tentativa de homicídio, agressão, sequestro, posse ilegal de arma, roubo e ameaças vê, mais uma vez, o tribunal negar-lhe um recurso. Informações veiculadas por vários órgãos de comunicação social espanhola apontam que o tribunal, ao analisar o recurso, salienta que as provas continuam a indiciar a presumível participação de Rúben Semedo nos delitos cometidos, considerando a «perigosidade» do jogador.

A agência EFE escreve que os juízes tomaram a decisão por considerarem que Semedo demonstra “elevado perigo e risco para as vítimas”. A TSF cita que Rúben Semedo ficará sem possibilidades de mais recursos. “As alegações da defesa não desvirtuam os indícios contra o investigado”, escreve a mesma agência, salientando ainda que o Ministério Fiscal impugnou igualmente o recurso por entender que não se produziu uma variação nas circunstâncias tidas em conta. Perante tais factos e gravidade dos acontecimentos, o Tribunal Superior de Justiça de Valência, na tomada desta decisão, recorreu às provas que tem em posse contra o jogador, como a declaração da vítima, as imagens captadas por câmaras de duas estacões de serviço, outras captadas pela comunidade de proprietários da residência de Rúben Semedo e um registo das urgências do hospital sobre lesões da vítima.

A vida de Rúben Semedo não está fácil em Espanha, sendo certo agora que o jogador vai ficar em prisão preventiva, até que se conclua toda a operação à volta deste processo que se arrasta desde o dia 20 de Fevereiro, quando o jogador foi preso. De realçar ainda que o jovem jogador que está com o contrato suspenso pelo Villarreal, é acusado juntamente com outras duas pessoas, de sequestrar um homem a quem, sob ameaça de uma pistola, retiraram as chaves do apartamento de onde alegadamente furtaram dinheiro e objectos.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.