Foge depois de pagar 200 euros para matarem nora

29/05/2018 07:31 - Modificado em 29/05/2018 07:31
| Comentários fechados em Foge depois de pagar 200 euros para matarem nora

Solange Viana diz que não aguentava ver o filho sofrer pela ex-mulher.

Solange Viana, de 64 anos, condenada a 19 anos de prisão por ser a mandante do homicídio da nora, em agosto de 2016, está em fuga.

A dona de casa fugiu do Instituto Oscar Stevenson, no Brasil, onde cumpria pena em regime semiaberto. Três dias antes, a Justiça tinha determinado que Solange devia voltar ao regime fechado por ter sido apanhada com um telemóvel na cela.

O crime aconteceu no dia 1 de agosto de 2016, na Baixada Fluminense. De acordo com as autoridades brasileiras, Lia da Silva foi sequestrada, por volta das 7h30 da manhã, por dois homens à porta do colégio onde era professora. O corpo da jovem foi encontrado na manhã seguinte com dois tiros, um na cabeça e outro na barriga.

No dia do funeral, o ex-marido da vítima foi detido por suspeitas de crime passional, mas acabou por ser solto depois das autoridades descartarem esta hipótese.

Dez dias depois do crime, Solange foi presa. Segundo a investigação, a sogra pagou cerca de 200 euros para matarem Lia.

Na esquadra, a mulher acabou por confessar o crime e contar que mandou matar a nora porque não aguentava mais ver o filho a sofrer por Lia.

As autoridades estão agora à procura da sexagenária.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.