Forças Armadas realizam juramento da bandeira: “Trabalhar para manter o estatuto e credibilidade da instituição”

28/05/2018 03:31 - Modificado em 28/05/2018 03:31
| Comentários fechados em Forças Armadas realizam juramento da bandeira: “Trabalhar para manter o estatuto e credibilidade da instituição”

O centro da cidade do Mindelo recebeu, neste domingo, a cerimónia do juramento da bandeira. Um sinal de agradecimento à população pela avaliação da instituição no último estudo de opinião. Cerimónia que contou com a presença do Ministro da Defesa a sublinhar a confiança na instituição, nos desafios e no papel do Governo para que se possa cimentar a posição da instituição como instituição credível e de confiança.

Os militares que desfilaram nas imediações do Palácio do Povo, juraram a bandeira fazendo os votos de fidelidade e de defender a pátria e colocá-la acima da sua própria vida. Esta primeira incorporação de 2018 contou com quatrocentos e cinquenta e seis recrutas que receberam formação durante nove semanas, com uma carga horária de 430 horas e que abarcou as fases de preparação, instrução militar básica e fase de especialidades.

Abordando a importância da instituição, o Ministro Luís Filipe Tavares afirmou que “a instituição foi considerada há poucos meses como a mais credível do país. Não tenho qualquer dúvida a este respeito sobre a forma responsável e impecável como tem conseguido encontrar respostas mais adequadas e oportunas no quadro das dificuldades inerentes do país. É uma boa prova desta enorme responsabilidade de Cabo Verde.

Para o Ministro, o momento é apropriado para falar do papel relevante das Forças Armadas na sociedade, uma vez que são o “baluarte da democracia e estão na linha da frente para garantir as liberdades e direitos da população”. Vieira considera que as FA têm sido decisivas na construção da identidade nacional e da democracia.

Para Luís Filipe Tavares, os recursos humanos são o principal activo das forças armadas e o compromisso do Governo em assumir a dignificação da instituição.

“Esta dignificação materializa-se na melhoria das condições de vida dos militares, nas condições de trabalho e oportunidades de desenvolvimento da carreira e qualificação contínua. Neste particular, permitam-me dizer que temos vindo a trabalhar no processo de revisão do estatuto dos militares visando colmatar o regimento em vigor”.

Os meios materiais permitem o cumprimento do papel da instituição e garantem a continuidade do apoio do Governo às FA. Garante que o executivo está à procura de recursos junto dos parceiros para a contribuição nos planos e colmatar as limitações existentes.

Aos soldados, o Ministro espera que “estejam cientes que nem sempre é fácil o que é pedido” e exorta “a cultivarem sempre elevados padrões de comportamentos morais e cívicos. Umas palavras de apreço e reconhecimento ao centro de instrução do Morro Branco e ainda ao Comandante da Primeira Região pelo trabalho desenvolvido”

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.