Concurso Mini Rainhas de Bateria  gera polémica

22/05/2018 07:02 - Modificado em 22/05/2018 07:02

Em princípios de Maio, o grupo Carnavalesco Cruzeiros do Norte divulgou, na sua página oficial, o primeiro concurso de Mini Rainha de Bateria destinado a crianças entre os 10 e os 15 anos. No entanto, as reacções não se fizeram esperar. Recentemente, o tema começou a suscitar diversas polémicas. O concurso acontece no dia 27 deste mês.

Uns defendem que esta é uma forma de expor as crianças meninas e, outros defendem que não há nada de mal num concurso deste tipo, tendo em conta que, anualmente, no dia do Carnaval, estão dezenas de crianças a desfilarem pelo sambódromo do Mindelo.

O problema que aqui se levanta diz respeito à questão da exposição de imagens de menores numa página de um grupo carnavalesco da ilha. Alerta feito por uma internauta através da página “Provedor do Mindelo”.

De acordo com o internauta, este tipo de situação com crianças do sexo feminino em poses adultas, pode suscitar interesse de gente doentia/pedófila que pode usar as fotos para outros fins. E acredita que o próprio concurso pode constituir um risco à Integridade Pessoal das crianças envolvidas.

Entretanto, até aqui as opiniões divergem e surgem críticas contra os responsáveis do concurso, bem como os pais. Afirmando que poucas são as pessoas que ignoram este risco. “É algo de real e só quem já teve o filho a ser perseguido, observado e fotografado poderá dar valor à angústia de se rever nesta matéria? Todos somos responsáveis pelos nossos actos, pelo que os pais e as mãe que não venham com a desculpa de “fugir com o rabo à seringa” pois, trata-se de crianças, critica uma mãe que considera, que como tal, o respeito às crianças, começa em casa e que não devem ser confundidas com pessoas adultas se ainda não têm responsabilidade sobre os seus actos.

Opiniões partilhadas por diversas pessoas que consideram um “despropósito tal concurso” e que as pessoas, “às vezes, negligenciam os riscos de tal exposição para os menores”.

Por outro lado, há os que criticam a atitude dos que estão contra o concurso e que acusam os pais de descaso e dizem que existe muita coisa com que se preocuparem do que atacar um concurso que não tem nada de mal. “Um concurso com uma criança sambando não tem nada de errado e depois, as crianças correm riscos em qualquer lugar. Existem muitos “tarados” em muitos lugares e é dever dos pais garantir a sua protecção”.

  1. Francisco Andrade

    Como professor repúdio está iniciativa e vou explicar
    As criancas e as adolescentes estao sendo alvo de assedio moral e sexual, em que temos tido vários casos de gravidez precoce nas Escolas e nos Liceus, o que poderia ter sido evitado se os adolescentes tivessem tido uma boa transmissão de valores e educação mas estes teriam de ser transmitidos em casa e não nas escolas. O professor ja não pode ser considerado um pai, mas sim um orientador, para que possamos ter uma sociedade com bons valores e bons costumes. Para terminar defendo a inclusão da disciplina ” Étical e moral” nos Liceus de Cabo Verde e o serviço militar obrigatório para os alunos com abandono escolar. Juntos vamos lutar e ter uma sociedade justa, e com bons valores.

  2. Hermes Morazzo

    Pelo santo amor de Deus. Deixem as crianças viverem a sua época de criança. Porque estarão os adultos tão apressados em empurrá-las para actividades que não se ajustam à sua idade.
    Digam não, indignai-vos.
    Esse concurso deve ser cancelado.

    Melhores cumprimentos.
    Hermes Morazzo

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.