Rui Águas de regresso: será que a profecia se mantém?

22/05/2018 06:49 - Modificado em 22/05/2018 06:49
| Comentários fechados em Rui Águas de regresso: será que a profecia se mantém?

O treinador português Rui Águas de 58 anos está de regresso aos “Tubarões Azuis” sucedendo a Lúcio Antunes no comando técnico da Selecção Nacional de Futebol, informação avançada pela FCF na sexta-feira, 18. Águas regressa assim a uma casa que bem conhece e que teve muito sucesso, mas agora, a questão que se coloca é se conseguirá repetir os feitos alcançados anteriormente.

Após a muita especulação em torno do regresso ou não de Rui Águas ao comando técnico da Selecção de Cabo Verde, a confirmação chegou pela própria FCF que anunciou na sexta-feira, o regresso do treinador português que dirigia desde 2017 o Pharco FC, clube da segunda divisão egípcia, após a sua saída da comitiva nacional em 2016. O treinador português, na sua primeira aventura por Cabo Verde em 2014, classificou a Selecção para a Copa de África das Nações de 2015 como vencedora do grupo, e também deixou a equipa nacional Cabo-Verdiana apurada para a fase de apuramento para o Mundial, Rússia 2018. Em terras lusas o seleccionador nacional, ainda levou a selecção de Cabo Verde a uma vitória histórica sobre a selecção das quinas, por 0-2, no amigável de comemoração dos cem anos de existência da Federação Portuguesa de Futebol.

Ora, neste momento, há uma grande expectativa em torno do regresso do treinador que deixou os “Tubarões Azuis” em 2016, afirmando na altura que um dia voltaria se as condições se alterassem, pois saiu com oito meses de salário em atrasos, é saber se terá o mesmo sucesso alcançado outrora, visto que já ficou provado por Lúcio Antunes, de que a uma casa onde já se foi feliz não se deve regressar. Lúcio Antunes não teve o regresso desejado ao combinado nacional, onde amealhou muitos resultados negativos, que não permitiram a equipa cabo-verdiana de se qualificar para o Mundial da Rússia. Em sete jogos oficiais à frente da Selecção Nacional, Antunes amealhou cinco derrotas, duas vitórias, seis golos marcados e catorze sofridos. Para a qualificação do Mundial, quatro derrotas e duas vitórias foi o registo deste treinador no regresso aos “Tubarões azuis”. De talismã no passado Antunes saiu desta feita, pela porta pequena, e Rui Águas prepara-se agora para tomar de novo o comando dos “Tubarões Azuis” com a obrigação de fazer melhor e quebrar a profecia deixada por Lúcio Antunes.

No horizonte, Águas já tem dois compromissos de carácter amigáveis, primeiramente frente à Argélia no dia 01 de Junho, partida que será disputada em Argel, e depois a 03 de Junho frente a Andorra em Lisboa. O estágio de preparação inicia a 27 de Maio e termina a 04 de Junho. Rui Águas terá a companhia na selecção de Lito Aguiar, Pedro Figueiredo e Bera.

De realçar que a Selecção Nacional ocupa, por esta altura, o 58º lugar no “ranking” da FIFA e a nível africano os “Tubarões Azuis” estão na 10ª posição.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.