Autor de tiroteio no Texas poupou colegas para “contar a sua história”

21/05/2018 07:34 - Modificado em 21/05/2018 07:34
| Comentários fechados em Autor de tiroteio no Texas poupou colegas para “contar a sua história”

Depoimento divulgado pelas autoridades faz um filme dos acontecimentos e revela mais detalhes sobre o ataque que tirou a vida a nove estudantes e um professor, numa escola secundária norte-americana.


adolescente de 17 anos acusado de matar nove estudantes e um professor numa escola secundária em Santa Fé, no estado norte-americano do Texas, poupou a vida dos colegas que gostava para que “a sua história fosse contada”.

De acordo com a BBC, que cita o depoimento prestado em tribunal, Dimitrios Pagourtzis abdicou do direito a permanecer em silêncio e admitiu ter “disparado sobre várias pessoas”, tendo até trocado tiros com as autoridades antes de se render.

O depoimento, tornado público pelo gabinete do procurador-público do condado de Galveston, faz um filme dos acontecimentos da passada sexta-feira. O adolescente, armado com uma ‘shotgun’ e um revolver, fez disparos durante cerca de 15 minutos e rendeu-se às 8h02 (hora local), meia hora depois de ter sido dado o alerta de tiroteio à polícia.

Pagourtzis tinha consigo engenhos explosivos falsos, apenas para assustar, e terá desistido da ideia de se suicidar.

Um dos advogados do adolescente disse este sábado, 19 de maio, que, na manhã a seguir ao massacre, Dimitrios estava “estranhamente não emocional”. Nicholas Poehl, um dos dois causídicos contratados pelos pais do jovem falou à Reuters sobre o seu estado de espírito.

“Ele está muito emocional e estranhamente não emocional. Há aspetos [do tiroteio] que ele compreende e aspetos que ele não compreende”, afirmou o representante.

O tiroteio ocorrido na passada sexta-feira, recorde-se, tirou a vida a nove estudantes e um professor, deixando 13 feridos, incluindo um dos polícias da escola, que está em estado crítico. O ataque teve lugar numa escola secundária em Santa Fé, cidade localizada 55 quilómetros a sudeste de Houston, no estado do Texas.

Imagens divulgadas nas contas de Pagourtzis em várias redes sociais, publicadas por vários meios, mostram este jovem com armas, símbolos nazis e uma camisola com o lema ‘Born to Kill’ (‘Nascido para Matar’, em inglês).

noticiasaominuto.com

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.