Pyongyang ameaça cancelar cimeira com EUA e suspende negociações com Seul

16/05/2018 02:37 - Modificado em 16/05/2018 02:37

Em causa estão exercícios militares conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul que a Coreia do Norte diz que têm como objetivo invadir o país.


Coreia do Norte ameaça cancelar a cimeira com os Estados Unidos e suspendeu conversações com a vizinha Coreia do Sul. A informação avançada inicialmente pela KCNA, a agência informativa do regime norte-coreano, indicava que as negociações com Seul poderiam estar em risco. Mas a CNBC adianta agora que a reunião entre as duas Coreias agendada para esta quarta-feira já foi cancelada.

As razões deste potencial volte-face estão relacionadas com os exercícios militares conjuntos dos Estados Unidos e da Coreia do Sul. 

Pyongyang considera que os exercícios Max Thunder servem de ensaio para invadir o país. 

“Este exercício que pretende atingir-nos, e que está a decorrer na Coreia do Sul, é um desafio flagrante à declaração de Panmunjon e uma provocação militar intencional que contraria o desenvolvimento político positivo na península da Coreia”, adianta a KCNA. 

“Os Estados Unidos vão ter de fazer deliberações cuidadosas relativamente ao destino da planeada cimeira entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos à luz destes exercícios militares provocadores conduzidos em conjunto com as autoridades da Coreia do Sul”, acrescenta. 

As conversações entre as duas Coreias deveriam decorrer novamente em Panmunjom.

Os exercícios militares entre Washington e Seul começaram na passada sexta-feira com cerca de 100 aviões de guerra. 

Os Estados Unidos e a Coreia do Sul costumam levar a cabo com regularidade estes exercícios para praticarem a defesa do país no sul da península coreana

noticiasaominuto.com

 

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.