Sal: Cidadãos revoltados com a situação da segurança    

15/05/2018 06:47 - Modificado em 15/05/2018 06:47
| Comentários fechados em Sal: Cidadãos revoltados com a situação da segurança    

 

No dia 26 de Abril, a população do Sal saiu às ruas para manifestar contra a violência e a onda de crimes que têm vindo a assolar o Sal nos últimos meses. Uma marcha que foi organizada pelo grupo Sal 1720. Depois da manifestação, ao que parece, a situação não tem melhorado. A última notícia foi a de um assalto seguido de homicídio de um cidadão de 69 anos.

Com a manifestação que teve uma boa adesão de pessoas, os salenses pretenderam chamar a atenção das autoridades competentes para a necessidade de acções e de tomada de medidas no combate ao crime.

Este novo clima na ilha do Sal traz à tona as preocupações dos cidadãos, visto que nos últimos tempos a segurança na ilha do Sal tem sido notícia pelos delitos que têm ocorrido. As reacções na rede social Facebook têm demonstrado a preocupação e a forma como este último crime tem preocupado a população. E os pedidos têm sido a tomada de medidas não só por parte das autoridades, mas também da própria população no sentido de manifestar o seu desagrado em relação ao clima que se vive na ilha.

Abordando a situação, um dos internautas questiona “mais quantos precisam de morrer antes de ser tomada uma medida para mudar o rumo, porque na ilha do Sal ninguém está seguro”. Medidas que espera, não sejam apenas propaladas na comunicação social, mas devem ser vistas na prática. O mesmo internauta clama pela PN, BAC e tropas no Sal.

No mesmo sentido, outro internauta pede “mais agentes nas ruas, principalmente à noite, fazendo rondas a pé e não dentro do carro”.

Gerou-se uma onda de indignação pela situação. Uma das sugestões é a de paralisar a ilha do Sal. Uma ideia que vem de um internauta familiar de uma das vítimas. “Temos que tomar mais iniciativa. Temos que parar o Sal, sem transportes, sem trabalhadores nos hotéis, sem nada. Um dia com o Sal parado para pensarmos na nossa segurança (…). Porque se queremos que a situação seja resolvida, temos de fazer uma manifestação a sério, algo de profundo”.

Ideia que tem tido comentários positivos. Isto, devido à necessidade evidenciada pelos internautas de fazerem algo para mudar o estado das coisas na ilha do Sal. Se a ideia andar, provocará a paralisação da ilha para que seja dada a devida atenção à situação da segurança.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.