CS Mindelense sofre na Boavista mas consegue apuramento

14/05/2018 06:44 - Modificado em 14/05/2018 07:22
| Comentários fechados em CS Mindelense sofre na Boavista mas consegue apuramento

O tetracampeão regional chegou à última jornada da prova na liderança do Grupo A dependendo somente de si para atingir as meias-finais, mas encontrou na Boavista uma equipa do Sal Rei determinada que criou muitas dificuldades aos Leões do Norte que tiveram de sofrer, e muito, para conseguirem o apuramento para as meias-finais como a equipa melhor segunda classificada do CN, isto após o empate a duas bolas.

À entrada para a sexta e última jornada, três equipas do Grupo A tinham hipóteses de atingirem a próxima fase, mas somente a Académica da Praia e o CS Mindelense conseguiram o bilhete rumo às meias-finais. O CS Mindelense chegou à Boavista como equipa melhor posicionada para o acesso às meias-finais, pois liderava com nove pontos, ao passo que as “Micás” da Praia e do Porto Novo seguiam com oito pontos cada. Frente ao Sal Rei na Boavista, os encarnados do Mindelo eram, sem sombra de dúvidas, a equipa favorita à vitória final no jogo e no grupo, pois tinham pela frente a última classificada do grupo com apenas um ponto conseguido em cinco partidas. Esta equipa da Boavista também era a pior no cômputo geral desta edição da prova, sendo a primeira a rumar para casa mas, neste jogo frente ao Mindelense, não se deu por vencida antecipadamente e criou muitas dificuldades aos comandados de Rui Alberto Leite que tiveram de suar, e muito, para conseguirem um empate nesta partida.

A história deste jogo começou a ser escrita aos vinte e um minutos da primeira parte, quando Dany adiantou os encarnados da Boavista na frente do marcador. Ora, com este resultado, o Mindelense chegou ao intervalo da partida desqualificado da prova, pois os resultados nos outros jogos não permitiam um cenário positivo para a equipa que viajou do Mindelo. Na segunda parte, os pupilos de Rui Alberto Leite, talvez sabendo o que se passava noutros estádios do país, conseguiram chegar à igualdade da partida aos 64 minutos, por intermédio de Larry. O Mindelense, com este resultado, estava de novo nas meias-finais mas, passados apenas seis minutos após o golo da igualdade, Fredson deu um balão de oxigénio ainda maior aos tetracampeões regionais de São Vicente. Para quem pensava que tudo já estava arrumado nesta partida e na qualificação, eis que apareceu Enry aos 84 minutos de jogo a empatar a partida e a colocar de novo o Mindelense sob muitas pressões, um golo que gelou os adeptos encarnados no Municipal Arsénio Ramos, mas que após muito sofrimento, os Leões da Rua de Praia carimbaram o passaporte para as meias-finais como a segunda equipa melhor posicionada do Ranking geral da prova.

Por sua vez, a “Micá” da Capital conseguiu vencer a do Porto Novo no Estádio da Várzea por 2-1 e, assim, alcançou as meias-finais no pódio deste grupo com 11 pontos, seguido pelo Mindelense na segunda posição com 10 pontos. Por sua vez, a Académica do Porto Novo, com esta derrota, manteve os mesmos oito pontos e disse adeus ao sonho de disputar a grande final do CN no seu reduto, isto é, no Porto Novo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.