Galã ao estilo ‘Casanova’ recrutava mulheres para o Daes

30/04/2018 10:22 - Modificado em 30/04/2018 10:22

A justiça espanhola pede a extradição de um jovem marroquino de 20 anos, que está detido na Turquia por suspeita de ser um recrutador do grupo terrorista Daesh. Imad jibar alistou-se como soldado do Estado Islâmico em 2012 e ficou conhecido por recrutar mulheres combatentes. Imad Jibar nasceu em Castillejos, Marrocos, e durante alguns anos foi comerciante em Ceuta. Jogador de futebol nos tempos livres, Jibar foi recrutado em 2012 para as fileiras do Estado Islâmico, revela o El Mundo.

O homem ajudou a promover a criação do Daesh, recrutando cerca de 300 homens, chefiados pelo também marroquino Abdelaziz El Mahadali, um antigo traficante de droga. Para além disso, Jibar recebia os novos membros da organização na cidade turca de Gaziantep, ajudando a ultrapassar a fronteira com a Síria sem que estes fossem detetados. Foi um dos responsáveis pelo recrutamento de centenas de pessoas, na sua maioria mulheres. Pela forma sedutora como se dirigia às mulheres, ficou conhecido pela sua imagem de galã, valendo-lhe a alcunha de ‘Casanova’  O homem acabou por ser detido em abril deste ano, com 26 anos, na cidade de Sanliurfa, na Turquia, e espera agora ser extraditado para Espanha, por forma a ser julgado pelo o crime de integração numa organização terrorista.

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/mundo/detalhe/gala-casanova-recrutava-mulheres-para-estado-islamico

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.