MAI anuncia  que ilha do Sal vai ser reforçada com um plano específico e adaptado à segurança turística

26/04/2018 06:50 - Modificado em 26/04/2018 06:50

O ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, anunciou hoje que a ilha do Sal vai ser reforçada nos próximos dias com um plano específico e adaptado a segurança turística e com mais recursos humanos.

O governante fez essa revelação quando respondia esta tarde no Parlamento, às perguntas colocadas pelos deputados do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) e da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), sobre questões de segurança nacional, durante a sessão de perguntas ao Governo.

“A ilha do Sal será reforçada nos próximos dias com mais meios humanos bem como um plano específico adaptado à segurança turística”, assegurou o ministro sublinhando que a Polícia Nacional está empenhada e dedicada no sentido de reduzir as reincidências criminais e devolver a confiança à população da ilha do Sal.

Paulo Rocha disse ainda, na ocasião, que o Governo está a trabalhar para reforçar os meios de patrulhamento costeiro em todo o país com a aquisição de mais cinco embarcações de patrulhamento marítimo costeiro em Junho deste ano.

“Em relação a Ribeira Brava e Tarrafal de São Nicolau, iremos reforçar com mais efectivos, um meio de patrulhamento costeiro marítimo à semelhança daquilo que já foi feito na ilha do Fogo, Tarrafal de Santiago e Sal, de modo a doptar a Polícia marítima dos itens necessários para uma boa fiscalização das zonas costeiras”, indicou.

No que diz respeito a uma representação dos transportes rodoviários na ilha de Santo Antão, o governante garantiu que estão a trabalhar com a Câmara Municipal do Porto Novo que já disponibilizou espaço e recursos humanos para que os serviços entrem em funcionamento.

Adiantou, por outro lado, que neste momento já dispõem de um projecto de reforço de capacidade de resposta a nível do Serviço Nacional de Proteção Civil para a zona do Planalto que vai doptar também as câmaras municipais com os meios necessários.

 

Inforpress/

  1. Isaltino Borges

    Com todo o respeito que tinha pelo ministro, ele devia era pedir a demissão, porque vejam o que ele fez com o Comandante Elias, perseguição e represália. O
    Diretor Nacional e a sua equipa tambem devia pedir demissão ou serem demitidos, principalmente o João Santos que tanto aprontou em Boa Vista, que foi transferido para São Vicente sem função, agora vem armado em rigoroso.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.