Governo quer  reembolsar tudo que deve em sede do IUR e do IVA até final de 2018

25/04/2018 01:09 - Modificado em 25/04/2018 01:09
| Comentários fechados em Governo quer  reembolsar tudo que deve em sede do IUR e do IVA até final de 2018

O Governo conta até final de 2018 reembolsar tudo que deve em sede do imposto Único sobre Rendimento (IUR) e do Imposto sobre Valor Acrescentado (IVA), às famílias e às empresas cabo-verdianas.

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, lançou essa previsão quando discursava hoje na cerimónia de assinatura de protocolo com os bancos comerciais, para facilitar o acesso ao   financiamento das empresas, tendo sublinhado ainda na ocasião, que só nos últimos dois anos o executivo reembolsou cerca de 2,6 milhões de contos do IVA atrasado.

“São dinheiros das empresas que o Estado retém e não devolver em tempo cria de facto problemas a todos os sistemas de pegamento de Estado e às empresas e às famílias, quando se trata de pagamentos por aquisição de bens ou serviços ou de restituições de impostos”, disse o primeiro-ministro.

Segundo o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, o Estado tem cerca de 200 mil contos do IUR para reembolsar e conta até final do ano de 2018 ter a situação regularizada.

A intenção, salientou, é que o Estado seja um pagador pontual para poder obrigar que os contribuintes possam fazer o mesmo.

“Todos nós devemos cumprir com as nossas obrigações”, disse Olavo Correia em conversa com os jornalistas no final da cerimónia de assinatura do protocolo com os bancos comerciais e as câmaras de comércio para a implementação de uma linha de crédito de cinco milhões de contos para o financiamento das empresas cabo-verdianas.

Inforpress

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.