Cremilda Medina vence prémio Best World Music nos International Portuguese Music Awards 2018

24/04/2018 00:02 - Modificado em 25/04/2018 01:32

A cantora cabo-verdiana Cremilda Medina conquistou o prémio Best World Music nos International Portuguese Music Awards 2018 com a música “Divôrce Um’ Ca Ta Sená”, numa cerimónia que teve lugar em Massachusetts, Estados Unidos de América.

“Acabamos de vencer o prémio Best World Music nos International Portuguese Music Awards 2018 com a música “Divôrce Um’ Ca Ta Sená”! É uma sensação única e uma imensa alegria ser merecedora deste reconhecimento internacional nos Estados Unidos da América”, disse a artista ao anunciar o prémio através da sua página pessoal no facebook no final da cerimónia que aconteceu este fim-de-semana.

“Esta música faz parte do álbum discográfico “Folclore”, um trabalho feito com muito amor e muito profissionalismo! Obrigada de coração a todos aqueles que me têm apoiado nesta caminhada e a todos aqueles que acreditam em mim e neste projecto! Nôs música, nôs tradiçon”, concluiu.

Na gala de 2017, a cantora Cremilda Medina esteve nomeada na categoria de “Music Video of the Year” (Vídeo de Música do ano), com o “Raio de Sol”, cujo título de vencedor foi para Sandra Correia de Portugal com o tema “Coração Vadio”.

Para além de Cremilda Medina, Grace Évora e Zé Rui estavam nomeados no International Portuguese Music Awards (IPMA) 2018, que apesar de serem cabo-verdianos representam os países onde vivem actualmente, designadamente Holanda e os Estados Unidos da América.

Grace Évora que estava nomeado em duas categorias do Internacional Portuguese Music Awards, ou seja, a Pop com o tema “Circunstância” e a categoria que venceu, World Music com a música “Bo Vice”, que era a escolha do público.

Para IPMA deste ano, que reconhece uma conquista “excepcional” na indústria da música por artistas internacionais de ascendência portuguesa, foram nomeados artistas de oito países, nomeadamente, Estados Unidos da América, Canadá, Portugal, Brasil, Nigéria, Holanda, Cabo Verde e Luxemburgo.

Segundo a organização, as 12 categorias de prémios honram “artistas excepcionais” por suas habilidades para inspirar público em todo o mundo. Os candidatos foram julgados por um painel de especialistas da indústria da música.

O IPMA é atribuído desde 2013 e levaram já a Massachusetts nomes de vulto da canção lusófona, entre eles Nuno Bettencourt, Marco Paulo, Pedro Abrunhosa, Roberto Leal, Daniela Mercury e Lucenzo, sendo que este ano, a banda portuguesa, Xutos & Pontapés, recebeu o Prémio de Carreira.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.